A preparação para corridas de rua – Meu relato

Padrão

Oi pessoal!!!

Eu não sou preparadora/instrutora física, logo, o que vou postar sobre a preparação das corridas é minha experiência pessoal com preparos pré-corridas de rua. Amanhã tenho uma puxada corrida de 15 quilômetros, a Venus 15K, lá no Jockey Club. É uma distância que é o último passo antes da tão sonhada meia maratona que correrei em Outubro, a W21k Asics. A meia é uma ambiciosa meta pessoal que coloquei para cumprir esse ano e creio que estou em plenas condições de cumprir, já que em Abril corri a 10 milhas (que dá 16 quilômetros), e não morri, hahaha.

Pago pelas corridas de rua porque gosto da experiência de correr no asfalto com conforto e segurança. Cada corrida tem seu valor, mas tem variado entre 55 a 145 reais. Você paga por um kit fofo, água durante o percurso, kit pós corrida, que normalmente contém uma banana, uma maçã e um isotônico e uma medalha bonitona para todos que concluem a prova. O kit da Venus é bem bacana.

12006488_1068965176446807_6416059876981623222_o

Veio com umas 157463 propagandas e descontos, A camiseta numa malha meio quente (prefiro as de dry-fit, mas é bonita e serviu, rsrs), um short-saia mais curto que a vida e mais justo que Deus (mas eu prefiro esses do que os larguinhos, quando mais justo menos chance de assaduras, diminui o atrito), uma bela viseira roxa (uso na piscina, na praia depois, AMO viseiras, muito mais que bonés), uma bolsa que eu gostei porque é tiracolo e o nosso número de peito e a pulseirinha pra entrar nos pelotões separados por velocidade.

Sobre os pelotões, uma história engraçada. Eu corro BEM DEVAGAR, meu pace (ritmo por km, calcule o seu aqui) é altíssimo, mas na corrida Série Delta desse ano, no Ipiranga, o sistema deu tilt e meu pace foi trocado com o de um homem que corria muito mais do que eu e eu larguei um pelotão na frente, com um pace muito menor do que o meu.No número de peito tinha o pelotão e eu não pude mudar. Saí no ritmo frenético daquela galera e quase morri do coração. Faz toda diferença largar num pelotão que corresponde a sua velocidade, normalmente é aquela que vai determinar seu ritmo na prova.

Meu aniversário é quinta que vem (dia 24, tá gente) e eu ganhei o Kit da Venus de presente da mamãe (obrigada mamãe!) e lindos novos pisantes da Adidas. Vi esses na vitrine e adorei as cores, aí perguntei inocentemente pro vendedor se por acaso esses seriam os famosos Ultra Boost da Adidas, tênis super hypados e elogiados nas comunidades do facebook e ele deu quase uma gargalhada, dizendo que o Ultra custa por volta de 700 reais. O meu, obviamente, é bem mais modesto, e eu ainda não tenho coragem de pagar um salário mínimo num tênis.

Novos pneus

Novos pneus

FullSizeRender (22)

Tá escrito que é de corrida, então eu acredito!

Aí você e eu pensamos: Ainnnnn vou estrear meu tênis novo na prova de amanhã que perfeito! Mas não. Nunca aconteceu comigo, mas já li inúmeros relatos que desaconselham o primeiro uso em corridas longas de rua. O calçado não está amaciado de acordo com seu pé, sua pisada…

Ostentação

Ostentação

Esses são meus dois filhotes. Um Asics Gel Impression (o de cima), que eu paguei uns 180 reais na promoção da Centauro e que no site custa 230 agora e o Asics Accelerato (de baixo), que eu paguei 180 também mas que no site tá 200. Minha opinião é que o Gel Impression é infinitamente mais pesado, e eu já usei muito ele em corridas de rua, mas hoje sou #teamAccelerato, que é mil vezes mais leve e o impacto, muito menor. Vou dizer que vou muito pelo meu gosto pessoal de cores (estilista feelings) e não entendo lhufas de pisada, mas confio nessas opções. Vou continuar usando o Accelerato e o Gel pra correr na rua e na academia, e o Adidas pra fazer corridas mais leves, aulas de cardio e musculação, que não exigem tanto do calçado. Sou supersticiosa e acho que ter 3 pares de tênis dão sorte aos corredores. Mentira, é que gosto de variar mesmo.

Minha preparação para as corridas mudou muito com o tempo. Antes, eu achava que tinha que me acabar de treinar na semana pra no domingo correr lindamente, quase como estudar horrores na semana pra render bem no vestibular de domingo, sabem? Mas hoje vejo que uma semana focada em fortalecimento e alongamento, com corridinhas só pra destravar, é muito mais eficiente e desgasta muito menos. Hoje (sábado) treinei braço, peitoral e abdome, sabendo que essas áreas são muito exigidas em corridas longas.

Gata da academia e a kettlebell

Gata da academia e a kettlebell

As corridas começam CEDO. A de amanhã felizmente começa as 07:30 da manhã, então não vou precisar acordar tão cedo, me planejo pra levantar lá pelas 5…

Recadinho

Recadinho

Aí eu preparo o tradicional café da manhã dos campeões: Café (esse tem leite mais eu tenho preferido sem) e crepioca, que nada mais é do que a goma de tapioca misturada a um ovo, com presunto e queijo. Proteínas e carboidratos do bem que não pesam, não estufam, e que dão a maior energia pra correr! Devo adicionar uma tapioca com recheio de nutella (sério!), pra dar uma energia extra pois serão quase 2 horas correndo.

Masterchef fitness

Masterchef fitness

Chegando ao local da corrida, a gente pega chip, guarda volumes… e faz um alongamento caprichado. Ou pelo menos tentamos, rsrs. Aqui um exemplo bem didático:

Alooooonga

Alooooonga

Se der, faremos tudo isso amanhã. Não sei se dá tempo, mas a gente tenta!!!

Meu kit sobrevivência de corridas:

  • Viseira – faça calor ou faça frio, pois, apesar de muitas vezes não haver sol, pode ser que chova e a viseira protege o rosto dos pinguinhos. Sem contar que segura o suor da testa.
  • Cabelo preso, sempre – cada qual com seu cada um, mas não consigo entender a idéia de correr com o cabelo solto. Faço um rabo de cavalo, mas ultimamente tenho preferido um rabo com uma trança, pois assim embola menos o cabelo (o meu fica um ninho depois das corridas, com o combo suor + vento).
  • Poucos acessórios – suor, suor, suor. Sem chance de usar lindos colares, pulseiras, tornozeleiras. Uso brinco e olha lá. Tudo que pode me atrapalhar, eu tiro.
  • Camiseta dry-fit ou de malha sintética bem fresca – Não curto as de algodão. Pesam muito com o suor.
  • Short, bermudinha ou short saia – Calooooor, eu morro de calor. Legging só em dias muito frios.
  • Toalhinha ou munhequeira – Suor, mais uma vez ele. Sei que muitos desaconselham que se seque o suor, mas eu não consigo, me dá uma agonia insuportável aquele suor escorrendo.
  • Boas meias – Já disse aqui que gosto das de poliéster com algodão, sem serem atoalhadas. Não esquentam, o atrito é suave e são confortáveis.
  • App de corrida – Nike Running, apesar das marcações de km existirem, as vezes passam desapercebidas, o app “fala” sua quilometragem, tempo, pace.
  • Frequencímetro – monitorar a frequência cardíaca, saber qual seu limite é importante pra saber quando aumentar ou diminuir o ritmo!
  • Música!!! Minha playlist será composta de muito pop e rock, que são os ritmos que eu mais curto.

Pra mim, é muito importante o momento na largada, sinto a energia das pessoas, todas alinhadas com o objetivo de superação de limites, vida saudável!

Cruzar a linha de chegada é sempre emocionante pra mim. Passa um micro-filme com toda minha história de amor com as pistas. Mas não dá tempo pra muita emoção não… faço o sinal da cruz agradecendo por estar bem e saio em direção aos isotônicos e bananas, ME DÁÁÁÁ EU QUEROOOOOO!!!

Ah sim, pra quem tem curiosidade: não, eu não pago todas as corridas. Infelizmente algumas fogem do meu budget mensal e eu corro na pipoca (nome carinhoso aos corredores não-pagantes). Mas sempre com muito cuidado pra não atrapalhar os outros, sempre com alguém pagante junto comigo, largo bem depois da largada pra não atrapalhar o momento, manero nos copinhos de água e jamais pego kit pós prova, apenas o que minha generosa amiga de corridas me oferece, normalmente levo um lanchinho de casa e a garrafinha de água e como feliz e satisfeita.

E o pós prova: no meu caso, uma bela bacia de água morna com sal… depois, um belo almoço… às vezes apelo pra um spray tipo salonpas ou um analgésico… porque a dor muitas vezes passa dos limites. E passo o resto do dia descansando. O dia seguinte dificilmente treino, se treino é apenas musculação, ou zumba.

E me preparo para o próximo desafio! Torçam por mim!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s