Compulsão Alimentar – Relato e dicas

Padrão

Desde que comecei o blog, recebi algumas mensagens via inbox no meu Facebook (Marilia Lib, adiciona lá!), falando sobre o quanto era difícil emagrecer por conta da ansiedade e da compulsão por alimentos. Me identifico totalmente com esses relatos e sei o quanto é dificil dominar nosso pensamento e educá-lo. Isso não é fundamental apenas para a perda de peso, mas sim também para mantê-lo depois.

Mudança radical, não?

Mudança radical, não?

Eliminei mais de 20 quilos da minha vida com reeducação alimentar e exercícios. Mas não vou dizer que foi fácil. Tive que mudar muita coisa na minha vida. Me sustento em 3 pilares para controlar meu pensamento:

  • MOTIVAÇÃO: O que me motiva?
  • FOCO E DISCIPLINA: Comprometimento,
  • DETERMINAÇÃO: Não desistir.

MOTIVAÇÃO: O que me motiva?

No meu caso, passei por momentos muito difíceis na vida pessoal e profissional. Minha auto estima ficou em frangalhos e quando me dei conta do estrago, sentia como se tivesse negligenciado meu corpo. Passei anos me entupindo de porcarias, fast food, doces, salgadinhos, sem fazer exercícios corretamente, pois não tinha uma motivação definida. Queria emagrecer, mas por que exatamente?

Dizem que alguns momentos de crise são necessários para grandes mudanças, e foi o que me aconteceu. Defini que queria ter saúde, disposição e um corpo que ficasse bacana nas roupas que gosto de usar. Sou Estilista, e isso pode parecer banal, ou fútil, mas era importante pra mim. Visualizava um corpo sem dores, disposição pra fazer muitos exercícios e as coisas do dia-a-dia (subir uma escada sem ficar sem fôlego, por exemplo) e colocar uma calça 44 que eu tinha comprado e amado, mas que não servia em mim. Que aliás, serviu, usei horrores, e agora está a venda na minha página do Enjoei, hehehe.

E você? O que te motiva? Ter saúde? Baixar os níveis de colesterol ruim, triglicérides? Ter energia para brincar com seus filhos? Desfilar confiante na praia com um belo biquini? Praticar exercícios de forma saudável? Ter auto estima? Defina sua motivação, se agarre nela sempre, escreva-a num papel e cole na parede da sua casa, mas DEFINA SUA MOTIVAÇÃO!!!

FOCO E DISCIPLINA: Comprometimento

Definida sua motivação, imponha METAS e trace um PLANO. Imponha uma meta principal: Vou perder 30 quilos. Imponha pequenas metas: Vou perder 3 quilos por mês. Mas como vou fazer isso? Fazendo dieta e exercícios. Ok, quando? DIeta todos os dias e exercícios pelo menos 3 vezes por semana. Anote em um papel tudo isso e leia quantas vezes forem necessárias para que seu cérebro absorva que isso não é uma sugestão e sim um COMPROMISSO.

DETERMINAÇÃO: Não desistir

Essa talvez seja a parte mais importante e é onde muitos se perdem em meio a ansiedade. Você tem a motivação, o foco, começa bem, mas o stress do dia-a-dia, as obrigações, a pressão, tudo isso muitas vezes nos leva a descontar nossa frustração na comida.

No meu caso, a comida era alegria, representava bons momentos, união, felicidade, conforto… eu estava feliz? Comia. Estava triste? Comia. Merecia uma recompensa? Comia. O sabor gostoso, a crocância, aquilo compensava vazios que eu nem sabia que existiam na minha vida. Eu fazia as coisas no automático e a comida estava entre elas.

Quando pesei na balança e vi 100 quilos, vi que eu preenchi TODOS OS VAZIOS e os transbordei com muita gordura, carboidrato… Mas aquilo me fez feliz? Aquilo me fazia sentir vencedora? Aquilo me trouxe qualquer benefício a longo prazo? NÃO.

Quando fui pro Itu Garden Spa, passar 15 dias, a mudança de pensamento e determinação tomaram conta de mim. Um spa não é barato (está longe disso), era um investimento arriscado. Caso eu botasse tudo a perder, seria mais uma decepção. A situação piorava se eu lembrasse que estava com o coração partido e sem emprego… se eu desistisse, aí sim ia me sentir um fracasso total. Para ter forças, lembrava da minha amorosa família, que tanto torceu e esteve do meu lado, meus carinhosos e compreensivos amigos, que estavam na expectativa pela minha recuperação… isso me fez ser mais determinada, mas o principal: EU. Me olhei no espelho e vi uma Marília que precisava mudar. Não podia mais esperar. E deu certo.

Na foto de dezembro de 2014, foi o meu menor peso… oscilo muito, as vezes volto, as vezes subo, mas me mantenho longe da obesidade que estava. Isso pra mim é o mais importante. Quero perder muito peso ainda, mas sou realista e sei que isso leva tempo. Mas não desisto, por isso meu lema é: NÃO PODE PARAR!!! Estou assim atualmente:

De hoje, indo pra Yoga

De hoje, indo pra Yoga

Algumas dicas pra controlar a compulsão alimentar e não engordar mais!

  • Atividades físicas liberam endorfina, uma substância que promove a sensação de bem-estar – quantas vezes estava ansiosa, triste, e fui correndo pra academia, nem que fosse pra fazer 40 minutos de caminhada?
  • Coma de três em três horas sempre. Assim é mais difícil ter “ataques” de compulsão.
  • Mantenha lanchinhos saudáveis na bolsa, no carro, em casa. Assim, se você comer demais, pelo menos o estrago e menor e mais fácil de ser reparado.
  • Não tente preencher vazios existenciais com comida. Isso promove uma sensação momentânea de bem-estar, que dura quanto exatamente? Alguns minutos, segundos!
  • Divirta-se com a dieta! Eu não curtia muito cozinhar, mas quando comecei a ler blogs de emagrecimento e receitas, fiquei animada em saber que podia comer coisas gostosas sem engordar tanto!!! Tenha um arsenal de boas receitas fit! Eu tenho uma pastinha sagrada nas fotos do meu celular chamada “Receitinhas”, onde printo todas que acho interessantes, mesmo as que eu ache que não vou fazer nunca, rsrs. Em breve faço um post com algumas delas.
  • Entenda que você é humano e falho. Caso enfie o pé na jaca, seja gentil consigo mesmo e não fique se martirizando. Mas seja firme: compense no dia seguinte.

Lembre-se: é possível!!! Não pode parar!!!

Anúncios

Um comentário sobre “Compulsão Alimentar – Relato e dicas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s