Desafio dos dois meses: dia 60

Padrão

 

Esses dias têm acontecido coisas muito boas referentes a minha história de emagrecimento, e que me fizeram resgatar algumas fotos e fazer algumas comparações:

Não sei se as pessoas que estão/são obesas podem endossar o que vou falar, mas apesar de, no auge do meu peso, saber exatamente quanto estava pesando (e saber que era MUITO), não me via no espelho tão imensa quanto via nas fotos. Muitas vezes olho agora e penso “ah, perdi ´só´ 25 quilos, mas nem mudou taaaanta coisa, ainda tenho sobrepeso e tals”… por isso gosto de colocar uma foto ao lado da outra pra comparar. Aconselho todo mundo a fazer isso e não ter vergonha de tirar fotos quando estiver no máximo do peso. Por incrível que pareça, é um incentivo a mais ver aquela foto, e ao aparecerem os primeiros resultados, fazer as comparações. Me arrependo de não ter tirado de corpo inteiro, de vários ângulos, só pra comparar, rsrs.

Meu pai tirou a segunda foto anteontem, e foi legal constatar que estava com um vestido “difícil” como esse e ele serviu tão bem: cava americana (beeem cavado), bem acinturado, com pouca “roda” na saia… antes eu usava muitos vestidos mas procurava os mais abertos possíveis…  aqueles indianos super armados, pra disfarçar tudo que podia! Infelizmente não tenho nenhum pra mostrar pois vendi quase todas minhas roupas de fofinha na minha lojinha do enjoei: www.enjoei.com.br/marilialib, mas no post de amanhã quero mostrar uma roupa que resgatei esses dias e a diferença no corpo.

Isso me motiva, me anima e faz ter vontade de continuar, não apenas com a dieta, mas também com a rotina de exercícios!

Amanhã devo perder algumas caloriazinhas na São Silvestre. Olhem o percurso:

percursoss

Pra quem não sabe, a São Silvestre não é uma Maratona. Uma maratona tem por volta de 42km e a São Silvestre, apenas 15km. Mas isso não diminui sua dificuldade ou desafio.

Pensem em alguém ansioso: essa sou eu.

Hoje foi meu day off. Costumo dar um dia de descanso para o corpo antes de qualquer prova de rua. Treino corrida na esteira com frequência, porém a corrida na rua requer mais esforço e concentração, sem contar o preparo físico que deve estar 100%, afinal o objetivo de conquistar a medalha não pode ser ignorado, pra mim é impensável desistir!

Hoje não pensei tanto em dieta propriamente dita mas sim em alimentos que pudessem otimizar meu rendimento amanhã. Leio muuuito por ai sobre os benefícios do macarrão em refeições antes de provas longas:

“Tanto é assim que quase 100 entre 100 atletas comem uma macarronada no jantar do dia que antecede as provas. O que torna esse alimento tão especial para um atleta? A resposta é fácil: a sua composição. O macarrão é feito de trigo, um cereal, portanto, é uma fonte de carboidrato, nutriente que serve principalmente para dar energia ao corpo, além de preservar a massa muscular nos esportistas, facilitar o metabolismo das gorduras e garantir o bom funcionamento do sistema nervoso.

A diferença entre o momento em que o macarrão é ingerido e o momento em que ele é absorvido deve-se ao chamado índice glicêmico (IG), que é a velocidade com que um alimento que contém carboidrato leva para ser absorvido e para que ele eleve a taxa de açúcar no sangue. Por ter amido, a massa eleva a glicemia gradualmente, o que é bom para quem se exercita, afinal, isso é o que garante que não faltará energia durante a atividade física ou a corrida.

Os carboidratos complexos presentes no macarrão são a melhor porção de energia para um atleta, e quem treina regularmente deve priorizá-lo na alimentação do dia a dia, pois garantirá que sempre haja estoques de glicogênio no corpo, que permitirão que ele mantenha o ritmo em treinos mais longos.”

Fonte: http://www.sportlife.com.br/nutricao/os-beneficios-do-macarrao-para-corredores

Foi o que acabei de comer. Uma bela macarronada com molho de tomate. E me deliciei, né, afinal sou pirada em macarrão, rsrs.

Amanhã vou tentar seguir esse guia que encontrei no Facebook, achei bem coerente:

FullSizeRender (69)

  • O café da manhã eu já faço certinho, desde as primeiras corridas. Vou tentar a dica da água e do gel de carboidrato, que ganhei no dia da retirada do kit. Não sou muito de “géis”, mas parece interessante a idéia de utilizá-lo 15 minutos antes. A concentração para a prova demora um pouco, e ás vezes chego a largar com fomeee!!! Talvez isso evite essa situação.
  • Sempre bebo nos pontos de hidratação, mesmo não estando com tanta sede. Li no livro do Drauzio Varella algumas informações sobre desidratação que me impressionaram bastante e desde então tenho me atentado mais às aguinhas no percurso. Sempre molho os punhos, a nuca e os joelhos (os meus esquentam muuuito, kkk). O gel de carbo no km 7 eu vou ter que comprar amanhã cedo pois só tenho um sachêzinho e acho válido levar outro sim. Algumas provas, como a Venus 15K, oferecem balinhas pra repor carboidrato, mas não acredito que teremos isso na São Silvestre.
  • Depois da prova, acho super dificil me alimentar. Meu corpo aceita bem frutas, banana, mas o resto me dá embrulho no estômago só de pensar. Na Venus 15K, além das frutas levei umas bolachinhas BelVita, estou pensando em levar novamente #blogueiraprevinida

Não vejo a hora de contar pra vocês como foi minha corrida!!! Até amanhã!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s