Da série: restaurantes amigos da dieta – Almanara

Padrão

Hoje fui a um restaurante muito gostoso, o Almanara. Para quem não conhece, é especializado em comida árabe, e está presente em diversos shoppings e outras localizações em ruas também. Eu gosto muito da culinária árabe, mas tenho que tomar cuidado quando vou ao Almanara ou qualquer outro restaurante árabe pra não me acabar nas esfihas e kibes fritos, simplesmente amo.

Como entrada (estava com muuuita fome), pedi uma única esfiha de carne. Ela não é muito grande. O segredo está aí: não se privar de comer o que gosta, mas tentar, ao máximo, comer em pequenas porções, que satisfaçam aquela vontade incontrolável.

Pedi uma kafta no espeto, estava muito boa e veio com vinagrete. E, para acompanhar, arroz com lentilhas. Vejam que caprichei na proteína (kafta) e o carboidrato (arroz) foi bem contido, por conta da esfiha que tinha comido antes.

IMG_1691

Nem todo almoço fora tem que ter, obrigatoriamente, salada. Essa opção é bem gostosa e saudável. Lógico que não tem toooodos os nutrientes de uma salada, mas é legal dar uma variada. Para beber, meu fiel suco de melancia. Sem sobremesa. Foi um almoço gostoso e que me saciou bem.

Ontem (sexta) e hoje, não fui à academia. Estava muito indisposta, com cólicas e resolvi escutar meu corpo e dar um tempo. Estava até em condições físicas de ir, mas às vezes nosso corpo envia sinais de que precisa descansar. Vou correr 7km amanhã (domingo) na prova da Oral-b, no Campo de Marte, um circuito que não conheço e que deve exigir um pouco de mim. Os treinos estão mais puxados e o peso deu uma estacionada, o que aumenta um pouco o stress e a ansiedade, isso é normal. Acho que por isso me sinto mais cansada. Minha alimentação está ok, mas pretendo fazer umas mudanças, falarei sobre isso essa semana no blog.

Amanhã é dia de acordar beeem cedo e voar baixo. Tenho recebido muitos relatos de leitoras que estão iniciando seus treinos e que querem fazer provas de rua, eu super apóio!!!

IMG_1509

A corrida turbinou meu processo de emagrecimento e modificou totalmente meu corpo. Eu pesava 100 quilos e estava totalmente flácida, com peles sobrando e muita, mas muuuuuita celulite. Hoje estou assim:

IMG_1696

Essa saia, por incrível que pareça, é da minha época de obesa e é tamanho 46. Tive que fazer uma pence gigante nela pra servir agora (eu costuro, e costuro bem, geeente!), é que adooooro essa saia!!! Mas quando estava mais cheinha, ela ficava apertada, desconfortável, minhas coxas assavam, era horrível!!! A corrida melhorou muito isso, eu morria de medo de ficar com a parte interna das coxas “pelancuda”, sabem? Mas os sucessivos treinos de corrida e muito fortalecimento na musculação impediram isso de acontecer e hoje minhas coxas não são como as de Sabrina Sato, lógico, porém me agradam ao olhar no espelho e isso que importa.

E correr é meu momento, minha terapia…

IMG_1628

Conversas mentais:

  • Ufa, larguei bem, vou entrar num ritmo bom e curtir a corrida sem me estressar.
  • Ei, por que esse cara tinha que me ultrapassar tão rápido? Quase me desiquilibrou, kd respeito?
  • Preciso correr em algum lugar da pista mais plano, aqui tá com 1% de inclinação e isso vai prejudicar meu desempenho e pode machucar joelho/calcanhar.
  • Aiiiiiii, vontade de ir ao toalete, é uma gotícula mas está incomodandoooo, mas não quero parar, socorro! Vou correr mais rápido, quem sabe se eu suar bastante essa vontade não passa?
  • Como algumas pessoas conseguem correr com shorts tão curtos? Se o meu subir nas coxas desse jeito eu vou direto pro Samu de tanta assadura!
  • Queria correr maquiada como algumas corredoras, mas se eu me maquiar e suar do jeito que suo, vou parecer um palhaço derretido na linha de chegada.
  • Ai ai, kd ponto de hidratação, socorro ~ app da corrida marca 1km corrido ~ aff, nem corri nada e já tô morrendo.
  • O que faz um ser humano madrugar pra ficar ofegante do jeito que estou, suada do jeito que estou, buscando água como se estivesse no deserto?
  • Oba, água, vou tomar banho ~molha cara, molha nuca, molha pulso, molha joelho ~
  • Aff que música chata, por que baixei isso?
  • Quero andar.
  • Não vou andar.
  • Preciso andar senão vou morreeeeeerrrrrrrr
  • Não, eu sou uma vencedora, uma guerreira que não pode desistir… foco foco foco
  • Ai meu deus estou tendo um vislumbre, é a linha de chegada no horizonte?
  • Vou dar um sprint já que estou quase chegando!!! Não, melhor não… vai que dá um troço e eu tenho que cruzar a linha de chegada andando né, rsrs.

Conversas edificantes e produtivas como vocês podem observar. Mas depois que ultrapasso a linha de chegada, bate aquela onda de endorfina e eu só relaxo… é uma das melhores sensações do mundo, acreditem.

E bora dormir que as corridas não vão se correr sozinhas! Não pode parar!

Anúncios

Uma receita #FAIL e uma receita #OK

Padrão

Oi pessoaaaal!

Nem tudo são flores na fitlândia. Vejam vocês, que ontem estava preparando algumas coisinhas pra dieta e resolvi testar duas receitas: brigadeiro fit (feito com chuchu) e mosaico de gelatina diet.

O que ficou pronto primeiro foi o brigadeiro diet. Me empolguei pois a aparência estava ótima, com cara de brigadeiro, soltando da panela e tudo!!!

IMG_1626

Esse cristalzinho por cima é açúcar demerara. Já explico o porquê.

Nem vou colocar a receita aqui. Mas digo que vai chuchu, cacau em pó 80%, maizena… mas a questão é que: fica com gosto de chuchu. Parece um chuchu com chocolate misturado (é, é tão ruim quanto vocês estão imaginando.). Pra não disperdiçar, joguei um demerara por cima, mas mesmo assim ficou ruim. Ainda bem que era só um pouquinho.

Peguei essa receita em um dos grupos de emagrecimento do Facebook. A maioria delas funciona, mas algumas não. Outra que eu fiz há um tempo e também foi um desastre foi a mousse Dukan, que ia leite desnatado em pó, clight e água, eu acho. O trem ficou DURO igual uma pedra, nem deu pra comer, hahaha. Não sei, acho que deixei pouco tempo batendo no liquidificador, mas fiquei traumatizada e nunca mais fiz, rsrs.

Em compensação, o mosaico de gelatina diet ficou muito, mas muito gostoso! Receitinha:

  • 3 caixinhas de gelatina diet (sabor a sua escolha) – eu fiz de limão e uva
  • 1 lata de creme de leite light com o soro
  • 1 envelope de gelatina sem sabor incolor
  • 100ml de água normal
  • 1/2 xícara de chá de adoçante culinário (eu uso o Tal & Qual, é um potão que custa uns 12 reais mas rende muuuuito)
  • 100ml de água gelada

Dissolva as gelatinas em 350ml de água fervente, cada uma. Coloque em um recepiente cada uma em separado e deixe gelar até endurecer e corte em cubinhos. Dissolva a gelatina sem sabor em 100ml de água e coloque por 20 segundos no microondas. Bata no liquidificador com o creme de leite, o adoçante e mais 100ml de água, desta vez gelada. Bata até ficar bem espumoso e misture com os cubinhos. Coloque na geladeira em um recipiente único – na receita eles indicam untar com óleo de canola, mas eu preferi porcionar em copinhos, já na quantidade que posso comer na dieta (NÃO PODE COMER O NEGÓCIO INTEIRO DE UMA VEZ, HEIN MIGAS!).

Ficou bem gostoso:

IMG_1682

Ficou bem docinho, eu deveria ter colocado gelatina de abacaxi também pra ficar ainda melhor, mas não tinha, hehehe. O sabor do adoçante é imperceptível. Só não fica ultra doce como a gelatina mosaico comum, mas a gente supera isso, né.

Ontem treinei, treinei de todo o coração: zumba (amooo!), musculação e um pouquinho de esteira e transport.

IMG_1670

Fui treinar de sainha (short-saia né gente) ontem, bem menina fofa, hihihi. Eu gosto mas não uso sempre porque me enrolo toda, kkk.

Poooor falar em short-saia, ontem dei aquela limpada no armário fitness, e surgiu o primeiro desapego depois de um ano e meio nessa vida, inclusive postei no Instagram do blog (@marilianaopodeparar, me add aí, gente!!!). Pra quem não sabe, eu tenho uma loja liiiiiinda no Enjoei.com.br, http://enjoei.com.br/marilialib, onde vendo coisas igualmente liiiindas e onde vou colocar esses desapegos pra quem quiser ser feliz com eles:

FullSizeRender(3)

Pra quem é meu cliente/clienta, sabe que eu sou rapidinha, posto rapidinho, tudo limpinho e cheiroso, tenho O precinho e só vendo coisas de qualidade. Esses estou vendendo com dor no core, pois são novinhos, mas não me adaptei a eles. Ou são muito curtos, ou ficam subindo na coxa… Enfim, me visitem lá e confiram as lindezas, devem estar no ar amanhã (sábado).

É sexta, dia de curtir! Mas não esqueçam seus objetivos e metas: tudo é permitido, mas com moderação!!! Não pode parar!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Academia e a opinião alheia

Padrão

Oi pessoal!!!

Hoje vou falar sobre um assunto inspirado em um post que li em um grupo sobre emagrecimento no Facebook: Academia e opinião alheia. Li um depoimento bem triste de uma garota obesa, que disse não ter ânimo para ir à academia se exercitar pois sempre se sentia julgada e criticada por olhares alheios por conta de sua condição física.

Haviam muitos comentários de pessoas na mesma situação, incomodadas com as outras pessoas, e até com instrutores, argumentando que quem tinha atenção era apenas quem estava com o corpo em dia. Que disputar o espaço com pessoas magras ou com o corpo perfeito era difícil e deprimente, e até questionando o porque dessas pessoas estarem lá!

Bom, eu posso opinar sobre esse assunto pois frequento academia pelo menos 5 vezes por semana. Vou à mesma academia há 16 anos, comecei bem jovenzinha quando fazia natação. Entre idas e vindas muita coisa mudou, fui e voltei várias vezes, mas essa última foi especialmente difícil: estava com 95 quilos e com apenas 15 dias de exercícios (leves):

IMG_1557

FullSizeRender(2)

Último dia no spa, em julho de 2014: 95 quilos

Mesmo frequentando a academia há muito tempo, fui insegura, pois não tinha roupas legais pra usar (mais uma vez: alô fast fashions e lojas em geral as fofinhas também malham e gostam de estar bonitas e confortáveis!!!), estava desacostumada com os aparelhos, sabia que ia suar horrores e enfrentar alguns olhares curiosos. Mas fui.

ae6434e5fe014f9a28864c61fc019e81

Foi um sacrifício, sim. Fui muito sincera com meu instrutor e deixei claros meus objetivos, metas, limitações (por exemplo, não comecei com musculação logo de cara pois não me sentia confortável, coisa pessoal mesmo). Assim foi bem mais fácil.

Quanto aos olhares, eles existiram, e existem até hoje. Comentários, eu nunca ouvi.

Sabem por quê? Estava 100% do tempo com fone de ouvido, com músicas bem altas e animadas. Nada nem ninguém iria tirar minha concentração!!!

Alguns amigos que fiz posteriormente me diziam que eu era tão concentrada que tinham até medo de ir falar comigo!!! Hahaha!

Quanto a pessoas em forma, magérrimas, lindas e perfeitas, eu entendo perfeitamente o lado delas. Não é porque uma pessoa é magra que ela é 100% saudável, ou não queira outros benefícios do exercício físico, além do emagrecimento. Existem vários objetivos: aumento de massa, aumento de flexibilidade, recomendação médica… ou até mesmo para fazer amigos, por que não? E outra, não são apenas os gordinhos que se sentem desconfortáveis: conheci muitas pessoas magras que tinham problemas com flacidez, falta de condicionamento, e elas iam à luta também!!!

fa478f4f4ad03229497a614d907392bf

Passei por outra prova de fogo: começar a correr! Eu via aquelas pessoas ultra fitness, correndo minutos, e até horas a fio, dando o melhor de si e eu pensava: “genteee, eu sou uma gordinha que quer correr, vai ser um vexame!!!”. Mesmo fazendo treinos intervalados (1 minuto de corrida, 1 de caminhada), eu saía muito, mas muito vermelha, pingando, muito suada mesmo, toda brilhante… no começo tinha um pouco de vergonha, mas depois me acostumei. Novamente, estava tão focada que quando começava a correr, só pensava em bater as metas e acabar logo com aquilo (sou dessas, rsrs).

Tudo é uma questão de hábito. Toda nova atividade exige adaptação, adequação, e com os exercícios físicos não é diferente.

IMG_1544

E mesmo hoje, tantos quilos perdidos depois, eu continuo a mesma: fico vermelha, roxa, azul, suo horrores (em todos os lugares imagináveis)… E tento sempre não me importar com o que pensam/vão pensar. Eu estou lá por um objetivo!

4a15f9a6bc0038e6dffda330c9fde4a0

Hahaha, é bem assim mesmo

Mereço respeito, não apenas dos outros, MAS DE MIM MESMA. Eu sou a pessoa que mais tem que se olhar com admiração: eu superei tantos que estão reclamando no sofá sem tomar nenhuma atitude!

O amor próprio é um sentimento que transforma nossas vidas. Quando a gente se dá conta do quanto é especial, nossa forma de ver o mundo e as pessoas fica muito mais positiva.

Mudando de assunto, hoje fiz uma crepioca de pizza tão gostosa, mas tão gostosa que preciso compartilhar com vocês:

safe_image.php

A crepioca vocês já conhecem, né? 4 colheres de goma de tapioca, 1 ovo e 1 pitadinha de sal. Bata bem com o garfo e coloque na frigideira antiaderente até dourar um dos lados. Vire, espalhe 1 colher de molho de tomate pronto, 2 fatias de mussarela light, 2 rodelinhas de tomate e uma pitada generosa de orégano. Prontinho!!! Comi apenas uma, e me saciou tanto que nem quis sobremesa (um milagre, rsrs).

Espero que estejam muito firmes em seus objetivos!!! Não deixem que nada desvie o caminho de vocês rumo ao sucesso!!!

Lasagna integral Petybon – Eu testei

Padrão

Oi pessoal!!!

Ontem testei um produto integral bem gostosinho, a Lasagna direto ao forno integral da Petybon:

Petybon_Lasanha_Forno_200g_Integral_56F9BEEB

Eu já conhecia essa massa pronta que era só levar ao forno, mas apenas a versão tradicional, resolvi experimentar essa integral. A tradicional tem 294 calorias por prato (apenas a massa), enquanto a integral tem 271, o que não é uma diferença muito significativa, mas que ajuda bastante no final das contas.

Pra fazer é muito, mas muito fácil. A primeira camada tem que ser de molho (eu usei molho pronto daqueles de saquinho mesmo, dá pra usar um desse light pra diminuir ainda mais as calorias, viu?), a segunda de massa (são folhas que parecem macarrão), a terceira de recheio (eu usei mussarela light e presunto, em fatias mesmo), a seguinte de molho, depois massa, depois molho novamente, depois recheio, depois molho, depois recheio… assim por diante. A última camada tem que ser de massa, com uma camada de molho por cima. Um pouquinho de queijo ralado por cima e… voila! Pro forno preaquecido em 180º.

Na embalagem, indica apenas 12 minutos no forno, mas no meu caso, ficou quase meia hora. Não sei se era o forno, ou se a massa integral é mais difícil de cozinhar… chegou até a secar um pouco a última folha de massa, mas ficou bem gostoso!!!

IMG_1508

A foto ficou horrível, foi o último pedaço que sobrou, hahaha! Não tem gosto de “massa integral”, tem gosto de massa normal mesmo!

Existe uma polêmica gigante em relação aos produtos integrais, até que ponto eles são “realmente” integrais. Eu não tenho conhecimento suficiente pra opinar, mas em relação a fibra alimentar apresentada, ela tem quase o triplo da Lasagna normal, então acredito que exista sim um benefício. Segue a tabela nutricional:

lasagna

Acho que a lasanha montada com o recheio que fiz, deve ficar com, no máximo, umas 400 calorias por porção, o que está bem ok para um almoço. Comi uma saladinha e tomei água geladinha. Fiquei bem saciada e feliz, adoro lasanha!!!

Ah, e o precinho também é muuuuuito amygo, eu paguei uns 3,70 no pacote e ainda sobrou porque minha assadeira era pequena. Dá pra umas 4 pessoas, eu acho.

É uma boa opção pra quem curte uma massa! O segredo, além dessas escolhas melhores, é comer com moderação. Um prato para mim, hoje em dia, é mais que suficiente. Antigamente eu SEMPRE repetia. Criei o hábito, e quando pego a mais que isso, fico enjoada e não consigo comer até o final.

Desejo uma excelente semana a todos e obrigada pelos comentários e pelo carinho!!! Não pode parar! Vamos juntos!!!

Da série: restaurantes amigos da dieta – Galeto´s

Padrão

Oi pessoal!

Fim de semana prolongado aqui em São Paulo, nada melhor que sair pra bater perna e comer uma comidinha bem delicinha, né? Eu amo! Continuando nossa tag de restaurantes amigos da dieta, um que frequento bastante é o Galeto´s. Tem em vários shoppings, e em unidades espalhadas pela cidade também. A especialidade, como o nome sugere, é frango, e foi o que pedi por muito tempo, mas tenho pedido a opção de salmão grelhado com salada da casa:

IMG_1438

A salada é bem simples, sem grandes firulas: alface americana, agrião, rúcula, cebola, palmito, tomate e azeitonas. Vem temperadinha com azeite e eu gosto bastante, está sempre fresquinha. O salmão vem bem grelhado e com um molhinho bem leve de ervas finas com champignon, adoro!

Existe um buffet de saladas no Galeto´s também, eu nunca pedi pois realmente gosto da salada de folhas, mas sempre espio e tem boas opções mais elaboradas. Mas CUIDADO, molhos de salada podem ser bem calóricos (conter creme de leite, por exemplo), maioneses também, itens empanados idem. Prefira os cozidos, assados, grelhados, refogados…

Você pode pedir a salada com o Galeto normal, fica bem fit também, pois ele é assado.

Pra beber, suco de melancia, que não compromete a dieta. Sobremesa, infelizmente, não posso pedir, apesar de amar as sobremesas de lá (a vida saudável requer algumas renúncias). E cuidado, muuuito cuidado: eles tem um couvert bem gostosinho, com pãezinhos, pães de queijo, fujam ou, se for impossível, comam só um pouquinho!

Mudando de assunto, hoje foi feriado, os parques estão bem cheios, então fiz meu day off. O dia de descanso também é muito importante pra quem se exercita regularmente:

“Respeitar a pausa indicada entre um treino e outro é tão importante quanto fazer exercícios corretamente toda semana.

Para que a ginástica possa ser realmente eficaz, o corpo precisa de um tempo de descanso, já que é nessa hora que os músculos se recuperam do desgaste sofrido com o exercício.

“Durante um treinamento não estamos ganhando ou melhorando nada. Pelo contrário, estamos gerando uma piora momentânea de nosso estado físico geral. É durante o repouso que o organismo promove adaptações para ser capaz de suportar melhor e com mais eficiência as sobrecargas que lhe foram aplicadas, ficando mais condicionado do que anteriormente”, avalia Fernando Torres, médico esportivo e coordenador do curso de Fisiologia do Exercício do Centro de Estudos de Fisiologia do Exercício da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

“Se não der tempo para o corpo se recuperar, o trabalho não trará resultado”, completa o professor de educação física e diretor clínico da Pelé Club, Thales Martins.

A orientação vale tanto para o treino aeróbico quanto para a musculação. Nos dois casos, o aluno deve ter uma seqüência de exercícios organizada de modo que misture dias intensos e calmos para evitar estresse do corpo e promover a recuperação. “Se a pessoa treinar cinco vezes por semana, por exemplo, dois desses dias terão que ser mais regenerativos. O profissional deve variar dentro das ferramentas de planejamento de modo que o aluno não esteja extenuado no fim da semana”, aconselha Thales.”

Fonte: http://saude.ig.com.br/bemestar/exercicios+descanso+e+essencial+para+evitar+lesoes/n1237571911502.html

Eu sempre tiro um dia na semana, normalmente domingo, ou feriados (a academia não abre) pra descansar. Me orgulho em dizer que não tive nenhuma lesão até hoje.

Amanhã tudo volta ao normal. Essa semana foco no treino e na dieta! Tenho metas a atingir e não posso parar! Rumo ao peso ideal!!!

Corrida de rua: Circuito da Longevidade Bradesco

Padrão

Oi pessoal!!!

Hoje foi dia de acordar (muito) cedo pra suar a camiseta nas ruas de São Paulo no Circuito da Longevidade Bradesco! Confesso que já estava com saudades das corridinhas de rua, já que a última foi a São Silvestre (inesquecível!) e faz quase um mês, rsrs.

Acordei 05:15 da manhã e preparei o famoso café da manhã dos campeões:

IMG_1400

Fiz uma bela crepioca (3 colheres de tapioca batidas com ovo, pode bater com garfo mesmo, uma pitada de sal e coloca na frigideira antiaderente) com recheio de queijo e presunto e uma pitadinha de orégano. E não pode faltar meu cafézinho com adoçante e canela. É um café da manhã simples e funcional, que não pesa, não estufa  e dá energia o suficiente para uma corrida.

Logo depois, tomei 500ml de água, seguindo uma dica que comentei aqui no blog na véspera da São Silvestre, que é bom hidratar bem o corpo antes da corrida para não sentir tanta falta de hidratação no percurso. E realmente funciona, quase dispensei um ponto de hidratação, mas aceitei porque queria refrescar o rosto.

Saí de casa e fui de metrô até o Alto do Ipiranga e segui a turma de camiseta vermelha até o ônibus, que felizmente parou bem pertinho do Parque da Independência, onde foi a corrida.

Minhas impressões:

  • Peguei o kit no sábado pela manhã. Gosto de pegar em dia de semana porque acho final de semana muito cheio, mas peguei zero fila, super organizado e rápido. Kit simples, mas superando as expectativas para uma corrida de preço tão baixo (paguei R$ 20,00). Camiseta bonita, bem modelada #estilistafeelings, tecido bom e bonita.

FullSizeRender(1)

  • Guarda-volumes super organizado, com ganchos suspensos ao invés de deixarem as pobres sacolas no chão. Não peguei fila.
  • Boa quantidade de banheiros químicos, com papelzinho higiênico (ufa), mas o estado lá dentro, lastimável. Mas aí não é culpa da organização e sim dos usuários, né.
  • Largada por pelotões separados por pace, bem organizada e fiscalizada (nada de pipocagens ali)

    IMG_1405

    Preparação para a largada: bem organizadinha, não tumultuada, delícia!

  • Público bem diversificado: vi muuuuitas crianças, pessoas de idade, portadores de necessidades especiais, corrida bem democrática e clima muito agradável!
  • Tirando os apressadinhos de sempre e os batedores de selfie no meio da pista (não sejam essas pessoas, por favor), sem problemas de convivência.
  • O cansaço, dessa vez, me pegou logo no início da corrida. Dormi mal, na ansiedade de não perder a hora, talvez tenha sido isso. Sofri quase a prova toda, só no quilômetro 5 que fiquei bem, acreditam? Acho que conseguia correr 10 tranquila hoje.
  • Prova com muitas, mas muitas subidas e descidas. Já sabia disso, pois corri a série Delta no mesmo bairro ano passado, e foi um dos meus piores desempenhos. A pior foi, sem dúvida uma subida de uns 500 metros, na primeira volta. Meu batimento foi lá em cima, as pernas sofreram, joelhos idem. Chegar lá em cima foi um sacrifício.
  • Em compensação, nas descidas e nos retões, uma delícia para melhorar o pace. O tempo estava nubladinho, perfeito pra correr.
  • Muitas pessoas caminhando. Mais do que nas outras provas que costumo fazer, mas o pessoal estava bem atento respeitando e se colocando mais à direita para não atrapalhar quem queria bater tempo. Muito legal.
  • Em alguns trechos, a pista ficou super estreita, causando um certo “congestionamento” de corredores, rsrs.
  • A chegada dessa prova é numa subida, aumentando muito a ansiedade de chegar logo.
  • Kit pós corrida eficiente: água, isotônico, bananas, maçãs e medalhas.
12615763_1137544676255523_2143485111154374169_o

POUCO VERMELHA

Lembram no post de metas para 2016 que eu quero correr 5km em 30 minutos até março, ficando com pace (ritmo por km) de 6? Vocês têm visto que eu andei treinando bastante, porque meu pace estava em 8. Hoje entreguei em 7 os 6km da prova, totalizando 42 minutos!!!  fiz 5 km em 35 minutos, o que é uma grande vitória para mim.

IMG_1484

Esse app é o Running, da Nike e eu utilizo em treinos de distância, provas longas, e até caminhadas!

Eu estava muito confiante que ia melhorar meu tempo e deu certo! A mente objetiva, focada e determinada alcança coisas inimagináveis.

IMG_1424

Enquanto eu corria, no meio do percurso, visualizei umas moças vendendo roupinhas de ginástica a um precinho bem amygo, quase interrompi a corrida pra dar uma olhadinha, kkk!!! Mas, concluí o que tinha ido fazer e depois passei lá:

IMG_1483

O short-saia foi R$ 20,00 e as bermudinhas R$ 15,00! Adorei a economia! Tenho 1297128722 bermudinhas e shorts, mas gosto tanto! Short-saia eu nem uso tanto, é mais pra fazer carão na academia, mas amo essas bermudinhas compridinhas, são confortáveis, bonitinhas e ficam no lugar, sem esquentar tanto. As meninas tem instagram, quem quiser visitar é @meninasfitnessmj

Próximo desafio: Corrida da Oral-B domingo que vem no Campo de Marte!!! Serão 7km, e finalizando Janeiro com não uma, mas duas corridas de rua e cumprindo mais uma meta, que era correr pelo menos uma por mês.

Lógico que vou contar tudinho aqui! E você, o que tem feito por si mesmo? Quanto tem cuidado do seu corpo e da sua saúde. O dia-a-dia, os problemas, até mesmo a acomodação, fazem a gente ficar meio desanimado, isso é normal, eu mesma passei anos assim! Tive que passar por um momento difícil para cair a ficha que tinha que cuidar mais de mim, da minha saúde e bem-estar! Que tal começar agora? Te garanto que, se feito com boa orientação, boa vontade, força e determinação, você não vai se arrepender jamais e vai se perguntar, assim como eu: POR QUE EU NÃO FIZ ISSO ANTES???

Amamos caminhar: Parque da Independência, São Paulo

Padrão

Oi pessoal!!!

Primeiramente, queria dizer que fiquei imensamente feliz pois minha história completinha foi postada com muito carinho em um dos blogs que eu mais curto, o Blog da Mimis:

blogmimis

http://blogdamimis.com.br/2016/01/22/superacao-marilia-liberal/

Foi uma emoção enorme ver minha história contada de forma tão delicada e gentil. Obrigada, Mimis!!!

Até o Facebook do Terra compartilhou o post, tô ficando muito chique!!!

E, com isso, o blog e o instagram @marilianaopodeparar (me add!!!) ganharam muitos novos seguidores e leitores! Sejam muitíssimo bem-vindos e estejam à vontade para comentar, dar sugestões de posts, vou ler tudo com muito carinho.

Bom, hoje amanheceu um sábado com tempo muuuuuito agradável, e como tinha que buscar o kit do Circuito da Longevidade Bradesco, prova de 6km que correrei amanhã, aproveitei para dar uma pequena caminhada no Parque da Independência.

IMG_1383

A chegada da corrida já estava montadinha e eu fui fazer carão porque quando chego aí no dia da corrida, tô A CARA DA DERROTA!

Como vou correr 6km na prova de amanhã, não costumo treinar no dia anterior, só caminho pra dar uma soltadinha, mas nada longo ou puxado.

O Parque da Independência fica no bairro do Ipiranga, o acesso é bem fácil pela Avenida Ricardo Jafet, Avenida do Estado e também passam várias linhas de ônibus pela Avenida Nazareth, que é avenida do parque… Atrás do Museu do Ipiranga, existe uma boa pista de cooper, bem arborizada (ou seja, nada de sol na cabeça, delícia), agradável, com posto policial (detalhe importante para quem, como eu, às vezes caminha sozinha) e banheiros, logo abaixo tem os belos jardins e mais adiante o Monumento da Independência e o Rio Ipiranga. Todo o percurso dá aproximadamente 3 quilômetros. Duas voltas dá 6 quilômetros e é uma caminhada bem boa para quem está iniciando. Lembrando que existem subidas e descidas, então exige um pouquinho de fôlego.

IMG_1351

Jardins

Aos sábados é bem movimentado, porém é aos domingos que bomba. Conta, inclusive, com uma feirinha de comidinhas gostosas (cuidado com a jaca, people!!!), água de côco (aí sim, pode)… É uma excelente opção, na época das minhas caminhadas, eu ia aos domingos e adorava o clima familiar.

Eu amo caminhar e é um exercício que me ajuda a manter a forma em dias mais sossegados, ou quando alguém que não corre quer me acompanhar. Que tal um passeio agradável no Parque da Indepêndencia? Variar os lugares é um dos segredinhos que eu tinha (e ainda aplico) para não enjoar de esteira e de percursos!!!

A categoria Amamos caminhar vai ser uma categoria fixa aqui do blog, assim como a Restaurantes que amamos, e caso você conheça algum lugar incrível pra caminhar e queira me contar, me manda um relato por aqui, pelo instagram, pelo facebook, vamos compartilhar lugares para caminharmos com alegria e perdermos muuuitos quilinhos?

Amanhã tem 6km e espero fazer um ótimo tempo!!! Venho contar tudinho pra vocês depois!!! Não pode parar!!!!!!!!!!!!!!