Girls on the route – correndo 21km

Padrão

Oi pessoal!

Esse final de semana foi realmente agitado, depois do sábado no Rio, acordei beeeem cedinho (mais precisamente as 05:30 da manhã) porque ia correr 21km na corrida Girls on the Route. Na verdade era uma corrida de revezamento feminina, mas havia a categoria solo 21km, e fui me aventurar mais uma vez no estilo Meia Maratona. Acordada porém não significa que estava 100% disposta, saca só:

20160522_052954

A cara da derrota de roupão às 05:30AM

Mas aí me enchi de coragem e fui preparar o tradicional café da manhã dos campeões meio-maratonistas:

20160522_052803
Comi o de sempre: uma bela crepioca (1 ovo+ 3 colheres de sopa de tapioca, bater com o garfo e jogar na antiaderente até desgrudar) com recheio de queijo prato e requeijão, café preto (pra acordar), e uma banana. Ainda comi uma tapioca pequenininha com um tico de leite condensado. 21km não é brincadeira e qualquer fonte boa de energia é bem-vinda. A tapioca não pesa, não estufa, não dá gases, não fica reclamando no estômago. A banana comi pensando nas câimbras. Recomendo esse café da manhã pra todo mundo que quer correr, seja distâncias curtas ou longas. Alimenta, faz bem e melhora o desempenho.

20160522_060855

E tava frio, hein.

Cheguei no Obelisco do Ibira e encontrei minhas amigas. Tinha bastante gente mas estava muuuuito tranquilo! Guarda volumes sem filas, banheiros sem muita espera… deu pra fazer tudo com calma, o que é ótimo antes de uma Meia.

20160522_064136

Preparada

Alongamos e fomos para a largada sem grandes sustos:

20160522_070032

Por ser uma prova de revezamento, a largada estava bem tranquila, e o percurso foi um pouco diferente do que estou acostumada a fazer nas corridas no Ibirapuera, o que é ótimo pois tira um pouco da monotonia. Mas eram 4 voltas de 5km, não sabia muito bem o que esperar!!!

A prova ser dividida ajudou a me organizar. Haviam pontos de hidratação, inclusive com isotônico, em todo o percurso,o que me aliviou (lembram o quanto sofri na Meia Internacional de SP? 4km finais sem água, num sol escaldante!!!). Não consegui acompanhar minhas duas amigas, elas são mais ágeis e vendo meu batimento cardíaco muito alto em certo momento, achei melhor desacelerar e pegar um ritmo mais lento.

Sofri a cada 8km, aproximadamente. Os últimos 5km são uma verdadeira tortura, chegou uma hora que eu não lembrava em que volta estava, foi tenso, rsrs. Mas consegui distribuir bem meu ritmo e concluí a prova com 8 minutos a menos do que na Meia Maratona de SP.

Dessa vez não sofri tanto quanto na outra. Planejamento é essencial, até nisso! Como disse um colega corredor na Meia de SP, meias maratonas e maratonas são um exercício mais mental do que físico. Você se desafia e vai até o limite. Se sua mente te bloquear, aí não dá mesmo.

20160522_103057

Mais uma medalha pra coleção

Fiz várias amizades no percurso. Sempre digo que corredores são muito solidários, e no caminho tive tanto apoio e carinho!!! Uma delas disse que lia o blog e eu fiquei muito feliz, pena que não perguntei o seu nome, mas fica aqui meu abraço carinhoso pra minha colega corredora que me incentivou!!!

Bom, foi uma corrida gostosa, se tiver ano que vem quero participar novamente. Gostei muito da infra estrutura, do kit, só senti falta de uma bananinha e isotônico no kit pós prova, mas é superável rsrs.

Corri bem essa meia mas ainda tenho que me preparar bem para melhorar o ritmo e não ficar tão cansada durante a prova. Perder mais peso seria perfeito. Tenho mais uma meia maratona agendada para Julho, até lá o desafio dos 3 meses estará no fim, e quem sabe consigo ter perdido esses quilos que estão sobrando?

E por que você que está lendo não vem comigo? Vamos juntos vencer o sedentarismo, mudar nossa alimentação, ou pelo menos melhorá-la? Vamos beber mais água, comer menos porcarias e mais comida de verdade? Vamos vencer a preguiça, as desculpas e vamos ter um estilo de vida que requer esforço, mas que as recompensas são imensas? Vamos vestir a camisa não apenas dos exercícios e da alimentação correta, mas da alegria e do alto astral?

Digo e repito, desde que comecei a viver de forma mais saudável, consigo contar nos dedos os dias em que fiquei deprimida ou triste. Não tem espaço pra isso numa mente que se ocupa com coisas boas!!! Vem comigo! E não pode parar!

Anúncios

2 comentários sobre “Girls on the route – correndo 21km

  1. Marilia, achei seu blog num comentário do Coisas de Diva, e cliquei.
    Adorei conhecer, sou super animada com tudo, mas pra exercício tem um peso em cima de mim. Acho o máximo esses grupos de corrida que vejo por aí, e queria super participar, mas tenho vergonha, insegurança. Admiro sua força de vontade, não é nada fácil emagrecer. Parabéns!

    Curtir

    • Oi Iara, obrigada pela visita, fico muito feliz! Vou te falar uma coisa: eu também tinha muuuuita vergonha no começo… tinha pouco fôlego e ficava constrangida pq parava a cada 2 minutos… aí comecei a treinar mais na esteira da academia e isso me ajudou a ficar menos inibida a correr na rua e acompanhada de outras pessoas. Hoje consigo correr numa boa, mas sigo meu ritmo sempre, hehehe. Tente fazer algo do tipo, se você é uma pessoa animada, com certeza vai se animar quando começar pra valer!!! Vc consegue! Volte sempre, abração!!!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s