Sobre 2 anos…

Padrão

IMG_20160629_120028

 Junho de 2014:

  • Obesidade grau 2  – severa
  • Manequim 48
  • Gastrite e esofagite de refluxo
  • Síncope do vaso vagal (desmaios repentinos) causada pelo tamanho do estômago (sério, o cardiologista que falou)
  • Dormência nas mãos e pés durante o sono. Acordando com dores em ambos
  • Recém pé na bunda de namorado
  • Recém pé na bunda de emprego
  • Chorando litros
  • Sedentária
  • Não conseguia correr nem 100 metros no parque. Esteira então, nem pensar!
  • Comendo pelo menos 2 refeições junkie nível hard toda semana
  • Comendo pratão, repetindo refeições, muuuuuita sobremesa
  • Acomodada
  • Pensando que a vida era injusta mimimi

Junho de 2016:

  • Sobrepeso – mas muito próxima do peso ideal, hihihi 🙂
  • Manequim 42/44
  • Problemas de estômago controlados, só o refluxo que às vezes volta mas o médico falou que é assim mesmo #chateada #sequelasdaobesidade
  • Nenhum desmaio desde então
  • Sem dormências, e dores só depois de treinos pesadões, rsrs.
  • Namorando e feliz há quase 1 ano
  • Trabalhando e tenho meu próprio negócio
  • Feliz
  • Atleta amadora e meia-maratonista
  • Corro pelo menos 1km por dia, faço provas de rua pelo menos 1 vez por mês e já perdi a conta de quantas participei.
  • Refeições junkie nível easy só de vez em quando.
  • Pratos pequenos, repetir jamais, sobremesa ainda não dispenso, mas só um pouquinho.
  • Ativa, correndo atrás dos meus sonhos!!!
  • Pensando que a vida é maravilhosa, e que sou grata por tudo de bom que aconteceu. Inclusive os episódios ruins, senão nem postando neste blog eu estaria.

São 2 anos em processo de emagrecimento. E aceito que podem vir mais, porque não fiquei obesa da noite pro dia. E não são todos os dias que são fáceis. Eu continuo sendo humana, gostando de comida, tendo ansiedades, medos, momentos difíceis… mas não faço mais a comida  de válvula de escape para me sentir melhor.

Você, que está começando, pense nisso. Você está disposto a mudar sua vida? Se relutou, pense se está satisfeito com o que você tem hoje. Vale a pena sacrificar algum tempo para melhorar para sempre? Eu penso que SIM, vale.

Emagrecer não soluciona todos seus problemas. Eu me dei conta disso quando já tinha perdido uns 10 quilos. A vida era exatamente a mesma, a diferença é que estava cabendo em algumas roupas, rsrs. Mas eu me sentia infinitamente melhor por dentro.

Eu fiz minha escolha há dois anos e nunca pensei em desistir! E quanto a você? Faça essas perguntas a si mesmo e caso opte por mudar, saiba que você está fazendo uma escolha maravilhosa. Conte comigo e com o blog pra te ajudar! E não pode parar!

 

 

Recomeçando o desafio: menos 12kg em 3 meses!

Padrão

Oi pessoal!

Como disse nesse post aqui, eu e meu namorado nos comprometemos a dar um gás no processo de emagrecimento mas a academia onde ele ia começar a se exercitar ainda não tinha aberto, mas essa semana abriu (ufa!), ele se matriculou e já vai começar, êêê!!!

Ontem nos pesamos novamente , medimos percentual de tudo (Balança que mede tudo – e a hora de procurar orientação médica (de novo) – usamos essa balança que falei nesse post), e pra minha surpresa, apesar de terminos adiado o desafio, emagrecemos mesmo assim!!! Eu perdi quase 1,5kg nesse meio-tempo! Meu namorado, mesmo sem treinar, perdeu meio quilo!!!

O que eu sempre digo é verdade, o fato de comermos mais “comida de verdade” e menos porcarias faz toda a diferença.A única extravagância que a gente se permite é uma trufa de vez em quando, uma esfiha aqui e ali… ele sabe que preciso me dedicar, muito mais que ele, inclusive, porque ainda estou acima do peso ideal e preciso chegar a minha meta, então fazemos o possível para ficar na linha, rsrs.

Mudando de assunto, no meu Facebook, comentei sobre um link do site da revista Boa Forma, onde a blogueira fitness Gabriela Pugliesi mostrava o treino pauleira que ela fazia na esteira para perder a barriguinha (que barriguinha? Acompanho o instagram da mulher e ela tem o corpo tipo, seco, rsrs).

O treino é assim:

“Confira o treino que dura 23 minutos:

  • Minuto 1: caminhada 6km/h
  • Minuto 2: trote 9km/h
  • Minuto 3: corre 10,5km/h
  • Minuto 4: tiro 14km/h
  • Minuto 5: caminhada 6km/h
  • Minuto 6: trote 9km/h
  • Minuto 7: corre 10,5 km/h
  • Minuto 8: tiro 14km/h
  • Minuto 9: caminhada 6km/h
  • Minuto 10: trote 9 km/h
  • Minuto 11: corre 10,5 km/h
  • Minuto 12: tiro 14 km/h
  • Minuto 13: caminhada 6 km/h
  • Minuto 14: trote 9 km/h
  • Minuto 15: corre 10,5 km/h
  • Minuto 16: tiro 14 km/h
  • Minuto 17: caminhada 6 km/h
  • Minuto 18: trote 9 km/h
  • Minuto 19: corre 10,5 km/h
  • Minuto 20: tiro 14 km/h (esse último o tiro dura 2 minutos e termina no minuto 22. Volte a caminhadar no minuto 23)”

Ok! Como blogueira investigativa que sou AND estou louca pra emagrecer mais (mas tá OSSO), resolvi por à prova. Por incrível que pareça, ADORO treinar tiro na esteira!!! Alternando as velocidades, o tempo parece passar mais rápido!!!

20160624_154847

Fiz o treino na quinta e na sexta-feira. Tive que adaptar algumas velocidades, pq né, eu não sou nem tenho o corpitcho nem o peso da Pugli!!!

A caminhada fiz a 6km/h mesmo. O trote, pra mim, tem que ser a 8km/h, porque meu pace é alto. A corrida, coloquei em 9,2km/h, um pouco acima do que corro e o tiro a 12km/h, porque é o máximo que aguento. Uma das vantagens de se treinar na esteira é deixar o treino de tiro bem exatinho nas velocidades e tempo. Eu programo a esteira antes e é bem prático!

Medirei minha cintura todos os dias, e daqui a uns 20 dias eu conto se fez diferença na barriguinha mesmo!!! O treino é pesado, saio PINGANDO, mas é legal de fazer.

Hoje é segunda, e já sabem né: DIA INTERNACIONAL DE COMEÇAR, OU RECOMEÇAR, OU DE ANIMAR, OU DE REANIMAR! Eu estou muito animada de ter perdido alguma coisinha de peso, porque desde o começo deste ano foi meio complicado perder… oscila DEMAIS o peso, mas eu não sou de desistir! Vou em frente!

E você, que quer mudar de vida, que quer se sentir melhor, ter mais disposição, bom humor, alegria, orgulho de si mesmo, eu te digo: comece hoje. Comece agora, trace um plano e se dedique a ele com muito amor. Foi o que fiz desde o começo e foi, de longe, a melhor coisa que fiz por mim mesma na vida. Investi. Gastei uma grana e ainda gasto. Mas o que economizo em jantares, barzinhos, baladas, eu uso pra comprar tênis legais, roupas adequadas, pagar inscrições, equipamentos… não me arrependo!!!

Desafie-se. Mostre a si mesmo que você é capaz! Você vai ver que isso vai te deixar mais confiante em todos os setores da sua vida. Não pode parar!!!

20 coisas sobre… meu período inicial de emagrecimento

Padrão
  1. A época em que mais perdi peso foram os primeiros 6 meses da minha nova rotina de dieta e exercícios. Entre julho/2014 a dezembro/2014, foram 20 quilos (!!!), sendo que perdi 5 deles em apenas 15 dias em que fiquei no spa  (Itu Garden Spa clica aqui pra conhecer, é ótimo!).Screenshot_2016-06-24-12-48-06-1
  2. Tive crises de “abstinência” nos primeiros dias. Acordava 5 da manhã porque não conseguia dormir com meu estômago roncando de “fome”. Ficava com o coração acelerado, me sentia no limite da ansiedade. Com o tempo melhorou e passou.
  3. Tive dores horríveis nos pés (na planta mesmo, não por bolhas ou machucados) depois de voltar a me exercitar. Tinha que ter sempre uma cartela de dorflex por perto para aguentar.
  4. Tive problemas na adaptação intestinal também, rsrs. De uma dieta rica em carboidratos e gorduras, pra uma com bem menos calorias… meu corpo deu uma surtada e foi assim por meses. Não tomei nada pra melhorar, com o tempo normalizou.
  5. Caiu cabelo, hein!!! Nos primeiros 15 quilos perdidos, eram TUFOS caindo no banho, a casa inteira cheia de cabelo (meu cabelo é fininho mas tenho bastante, rsrs), tive que ir a um clínico geral e tomei Pantogar (remédio) por uns meses. Melhorou, mas quando estou na restritiva ainda cai bastante. Me acostumei.
  6. Fiz alguns meses de acunpuntura (indicada pelo clínico também) pra dores que tinha na lombar e na panturrilha. Não eram lesões, era fadiga mesmo. Melhorou, mas o que sarou mesmo foi pegar pesado na musculação. Músculo parado que é exigido sem preparo dói mesmo.
  7. O que cortei radicalmente, no início, já falei aqui: refrigerantes e chocolate. Só fui tomar uma coca (light) depois de uns 6 meses, eu acho.
  8. Não sentia tonturas nem fraqueza porque sempre, desde o início, me alimentava de 3 em 3 horas.
  9. Tive que renovar quase todo meu guarda-roupa. Como estava desempregada, vendi muita coisa na minha lojinha do Enjoei (agora estou vendendo Moda Fitness por lá: www.enjoei.com.br/marilialib), a partir daí que peguei gosto por vender pela web e hoje é meu trabalho.Screenshot_2016-06-24-12-49-54-1
  10. Fiquei MUITO flácida nos primeiros 10 quilos que perdi. O pior foi o busto e a lateral das coxas, simplesmente DESPENCARAM. Foi aí que passei a não dispensar a musculação. Sorte que desde os 15 anos frequento academia e meu corpo tem memória muscular e voltou quase tudo “ao normal”.
  11. Não fiz tratamentos estéticos como drenagem e afins, só uma vez no spa. Infelizmente não cabe no meu orçamento, rsrs. Um dia penso em fazer.
  12. Hoje em dia, 50% do meu armário de roupas é composto por peças fitness, rsrs. Como treino todo dia, tenho que ter um bom arsenal.
  13. Inicialmente eu tinha 2 leggings e umas 3 camisetas pra treinar. Odiava aquelas roupas e me sentia horrível com elas. Um dia comprei uma camiseta GG na Renner, super bonitinha e vi que com ela me sentia mais feliz pra treinar. Foi aí que passei a investir mais em roupas bonitas pra GYM, rsrs.
  14. Não cortei glúten, nem carboidrato. E nem vou cortar, nunca.
  15. Só dei uma cortada na lactose porque sinto que me estufa e me dá espinhas. Mas gosto de laticíneos como queijo, requeijão…
  16. Não sou uma pessoa muito ansiosa, mas com o peso eu sou. Me pesava todo dia e passava aquela frustração de perder 100 gramas – não perder nada- engordar 200 gramas – perder 500 gramas – mesmo peso, e assim por diante, todos os dias. Não recomendo a ninguém, rsrs.
  17. Inicialmente, ia na academia no período da tarde, e inicialmente, chegava a ficar 3 horas por dia por lá: 1 hora de esteira (caminhando), mais meia hora de elíptico ou bicicleta, mais 1 hora e meia de musculação e abdominais. Não é á toa que perdi tanto peso. Hoje em dia não consigo ter essa disponibilidade toda, passo por volta de 1 hora e meia a 2 horas, no máximo.
  18. Fiz um curso de liderança pessoal no meio do processo todo, e foi uma coisa que me empurrou ainda mais pro emagrecimento e corridas. Encontrei lá a força que eu precisava para me sentir confiante e encarar desafios maiores.
  19. Já falei aqui uma vez, mas as redes sociais me ajudaram MUITO!!! Sempre gostei de facebook, instagram mas depois que comecei a pegada verdadeira dos exercícios, fiquei bem mais “amostrada”, rsrs. Screenshot_2016-06-24-12-49-01-1
  20. Esse período inicial foi o mais difícil e o mais importante. Sem esse empurrão, não sei como estaria hoje em dia. Talvez obesa, talvez tivesse desistido assim que voltasse do spa… mas tive que mudar muito e abrir mão de muitas coisas pra conseguir isso. Disciplina e foco foram fundamentais. Até hoje na acacdemia, dizem que sou muito focada, que não sou muito de bater papo, mas é o jeito que encontrei para não me desviar do meu objetivo. Sou faladeira e me distraio fácil, tive que ter um método pra me dedicar muito e ter sucesso! E hoje consegui e sou muito feliz em não ter desistido! Depois desse período inicial, foi mais “fácil” e vivo desta forma, 2 anos depois.

Meses antes do início de tudo… e 2 anos depois… muita coisa mudou!

“Smart tênis” e dicas de sites bacanas

Padrão

Oi pessoal!

Como pessoa curiosa que sou, adoro uma novidade e sou chegada numa tecnologiazinha a favor das dietas and exercícios. Hoje, passeando pelo Facebook, me deparei com uma reportagem no site da Ativo, sobre um projeto em desenvolvimento do que apelidei de “Smart tênis”, da empresa Lenovo:

lenovo-tenis-de-corrida-inteligente-370x260

“Feito em parceria com a Intel e a fabricante de solados Vibram, o smart tênis é capaz de monitorar os batimentos cardíacos, calorias gastas, quilometragem percorrida, sugerir treinos, entre outras informações. Além disso, traz uma palmilha impressa em 3D personalizável e luzes no solado que acendem ao ritmo da música que está tocando no celular ou de acordo com as passadas. O calçado tem uma bateria com autonomia de dez dia de uso, que pode ser carregada sem fio por meio de um suporte.”

Reportagem na íntegra aqui: http://o2porminuto.ativo.com/corrida-de-rua/noticias/lenovo-cria-tenis-de-corrida-inteligente/

O boom das corridas teve como grande auxiliar a tecnologia. Apps de corrida via GPS, monitoramento de treinos via celular ou frequencímetro, redes sociais bombando nas corridas de rua… a internet é uma grande aliada dos atletas.

Algumas pessoas me perguntam como eu sei tantas dicas para melhorar nos treinos, pós treinos, alimentos funcionais para a performance, informações sobre acessórios. Não sou profissional da área mas gosto muito de ler sobre o assunto, e através da internet e revistas me informo sobre todas as novidades! Como prometi pra vocês essa semana, essas são algumas das páginas, sites, blogs, fanpages e grupos da internet que participo, onde pego dicas valiosíssimas:

Sobre corridas e afins:

https://www.ativo.com/ Reportagens, informações, dicas, basicamente sobre corridas, inscrições, e etc. Tem page no Facebook, só procurar por Ativo. Eles também têm uma revista chamada O2 por minuto, excelente também, até já apareci em uma matéria por lá, clique aqui para ver!

http://www.webrun.com.br/h/ Portal sobre corridas e triathlon, um dos pioneiros. Também tem excelentes matérias e informações sobre inscrições. Tem página no Face também, basta procurar por Webrun.

http://divasquecorrem.com/ Blog das Divas que correm, um grupo de corredoras fundado por Giselli Souza, sempre presentes em peso nas corridas!!! Várias dicas, voltadas principalmente para o público feminino. Gosto porque para iniciantes, como eu, fica num nível mais confortável de leitura e compreensão. Alguns blogs tem excelente conteúdo, mas voltados para veteranos com muitos anos de corrida, informações e provas bem técnicas e avançadas. O Divas têm esse tipo de posts também, mas se volta aos iniciantes e incentiva muito quem está começando. Elas tem página no face também, só procurar por Divas que correm.

http://runnersworld.com.br/home Site da revista especializada Runner´s World, com muitas dicas e matérias interessantes, também tem página no Face.

Grupos do Facebook: O que mais gosto é o Amantes da corrida (só jogar na busca do Face o nome), comandado pela Luciane Casanova. Para mim é o melhor em conteúdo, posts sobre superação, motivação, dicas, acompanhar o treino dos colegas e postar seu desempenho. Mas é bem voltado ao público de corridas, então espere um conteúdo bem específico para quem já é praticante ou simpatizante. Eu simplesmente AMO o grupo, já postei algumas coisas lá e fiz amigos. Vale muito a pena encher a timeline com histórias positivas.

Nutrição e saúde

http://blogdamimis.com.br/ Bom, esse aqui é sem dúvida o meu preferido. A Mimis, autora do blog, tem uma história super legal de superação (perdeu 33kg em 10 meses!!!), posta receitas maravilhosas – a crepioca, por exemplo, aprendi por lá! Além disso, posta dicas de treinos, comportamento e histórias de superação. A minha também saiu por lá, se quiser ler, clique nesse link: http://blogdamimis.com.br/2016/01/22/superacao-marilia-liberal/

Grupos do Facebook: Participo e gosto do Reeducação Alimentar – Emagrecer para Sempre (só jogar o nome na busca do Face), a autora é a Tayna Cesar, que também tem uma história incrível de emagrecimento e comanda um grupo com mais de 500 mil membros (!!!). As pessoas compartilham dicas, dúvidas, pratos, receitas, etc. Entrei nele depois que já tinha perdido muuuito peso, mas me ajudou HORRORES a manter e não engordar mais!!!

Bom, esses são os que eu visito o tempo todo, vale a pena dar uma olhada e se inspirar. Pesquisar e se atualizar é fundamental pra manter o ritmo e inovar de vez em quando!!! E esses sites não tem aquele negócio desatualizado de “dieta da USP”, “cortar carboidrato”,  “quais exercícios indicados pro meu tipo de corpo”, são coisas reais e muito interessantes!!!

Falando nisso, essa semana acho que dei uma emagrecidinha nos últimos dias. Tirei essa foto pro instagram da Lovelibe (minha loja virtual, atualmente está no http://enjoei.com.br/marilialib), e achei que desinchei MUITO, kkkk!!! Na balança não vi muita diferença ainda, mas já meio que me acostumei com a velocidade quase NULA nessa fase do emagrecimento, rsrs.

13495419_1237036362973020_4415748517797347918_o(1)

Essa legging linda e a sainha fitness tem na lojinha também!!!

As vezes o ponteiro da balança não desce de jeito nenhum, mas temos que ficar atentos às medidas e ao nosso corpo. Não podemos desanimar só porque o peso não varia muito, isso é importante!!! Não pode parar!!!

Uma eterna aprendiz: patinando

Padrão

Quando cismei, há alguns meses, que queria um patins novo, não sabia que seria tão difícil me adaptar. Eu ando de patins desde os 9 anos de idade, e a infância traz uma audácia que os anos (e as limitações físicas) levam embora, rsrs.

Confesso que quando testei os primeiros “passos” com o modelo novo (usava o inline, com rodas enfileiradas e fui pro quad, com 2 rodas na frente e 2 atrás), desanimei: era muuuuito diferente do outro, escorregadio, sem segurança pra frear… e a coragem da infância é substituída pelo “ainnn se eu cair vou me machucar, não vou conseguir trabalhar, vai doer, vou sofrer”…

E tive que repensar: ué, eu comprei, tô louca pra andar, vou desistir? Tive que retroceder um pouco, e desde que voltei a praticar, tenho treinado na marquise do Ibirapuera, onde o terreno é mais plano e liso. Não vou voando, livre como um passarinho, dando voltinhas, piruetas, como eu queria… vou devagarzinho, experimentando aqui e ali, levando uns sustos aqui e ali, alguns tombinhos aqui e ali…

20160618_084153

Quando chego na marquise, dá até medo. O horário que vou é beeem cedo, por volta das 8 da manhã, e o público dominante é o dos patinadores mesmo. Mas assim, tem uma galera que arrepia ali!!! Povo VOANDO sobre rodas, é impressionante!

E eu morria de vergonha de colocar meus patins e ir de um lado pro outro, treinando devagarzinho, até que um dia reparei nos grupos que têm aulas de patinação ali: pessoas de braço dado com instrutores, aprendendo seus primeiros passos, errando, acertando, como eu! E parei de ser besta e me preocupar com a opinião alheia. E essa última vez eu me senti muuuuito muuuuuuito melhor do que na primeira. Prática é isso. Persistência e treino são fundamentais, em tudo na vida.

Lembrei de quando comecei a correr na academia e ficava toda besta me preocupando com a opinião alheia “ainnnn as pessoas vão apontar ´ó a gorda correndo ali´, ´olha a gorda suada, desengonçada correndo que horror que bizarro´”. Que bobagem, ninguém tava nem prestando atenção em mim. E se alguém pensou, isso é problema da pessoa, não meu.E tive que ter a humildade em começar meus treinos do zero absoluto. Nunca tinha praticado corrida na vida e não adiantava ir igual uma doida querendo bater distância ou velocidade. Caminhadas, treinos na bike, treinos no transport, treinos de tiro e inclinação, fortalecimento, tudo isso fez parte como treinamento e ainda faz! Sou uma eterna aprendiz das corridas também.

Se eu tivesse desistido por c0nta desses pensamentos limitantes, não ia ter tido corrida, nem treinos divertidos, nem corridas memoráveis, nem chegadas emocionantes, nem globonews, nem levar meus pais pra ir em corrida comigo, nem desafios, nem nada disso!

O objetivo desse post é animar VOCÊ, que se sente intimidado pelos outros. ESQUEÇA a opinião alheia. Seja disciplinado e treine muuuuito. Se dedique, tenha metas! E seja flexível, aberto a idéias, palpites. Eu tive que ouvir muitas opiniões pra moldar meu treinamento e até hoje sou muito receptiva.

Sobre isso, sempre penso na lição do Bambu Chinês e, procurando lê-la novamente para me inspirar, encontrei um trecho de um texto num blog que me inspirou muito:

“Os bambus para suportar o inverno, o peso do gelo e as temperaturas baixíssimas, se curvam, como eu nunca tinha visto antes… Mas a medida que a neve para, o gelo vai derretendo e o sol começa a brilhar, ele vai se erguendo, dia a dia, minuto a minuto. Sem nunca se quebrar… talvez algumas lascas, uns arranhões por todo o sofrimento e experiência vivida. Mas retorna, sempre.

E a primavera, traz o sol e a vitalidade e novamente ele ficará viçoso, verde e se erguerá.

Com certeza, os ventos do outono ou as chuvas do verão, vão testar sua resistência também. Mas o gelo e a rigidez do inverno o fazem cada vez mais forte.”

Fonte: https://chinanaminhavida.com/2015/02/03/a-licao-do-bambu-chines/

Pensem nisso, quando acharem que o treinamento é duro, que suas metas estão longe, que existem muitos obstáculos. Uma hora, a neve para e o sol começa a brilhar!!! Não pode parar!!!

Correr sem sustos – a importância de um tênis confiável

Padrão

Oi pessoal!

Há uns dias li um interessante artigo que uma amiga compartilhou no Facebook, sobre o perigo dos tênis de corrida falsificados (!!!).

O texto na íntegra é do blog Correndo pelo mundo e vale a lida, neste link: http://www.correndopelomundo.com.br/blog/tenis-de-corrida-de-rua-falsificado-verdadeiro-perigo-aos-seus-pes/

Outro dia fui ao Brás. Conheço muito bem lá pois trabalhei por anos como Estilista, e dei um pulo no shopping 25 de março (que fica no Brás, sim, tem um lá também, rsrs). Entre tantos boxes de produtos variados, falsificação atrás de falsificação, me detive diante de um mar de tênis coloridos da Asics, Mizuno, Adidas… todos os objetos de desejo de todo corredor, que quem gosta de pesquisar tênis vai entender: Nimbus, Ultra boost, Cumulus, Energy Boost, Wave Creation… e meu coraçãozinho de corredora humilde ficou apertado em ouvir o preços: 80, 70, 100 reais, enquanto os originais vão de 400 a 1000 reais!!!

Mas, meu medo de lesões é mil vezes maior que meu bolso apertado, e deixei pra lá. Não sou rica, mas tenho juízo de sobra. Estou falando sobre esse assunto porque o Correndo pelo mundo faz um alerta sobre ter cuidado com vendedores de internet e afins que podem vender produtos falsificados, e o pior, a preço de novos!!! E como nesses meios de compra não há nota fiscal, nem garantia de troca, muitos são enganados!!! Hoje em dia é mais que comum as vendas pela web,de produtos novos e usados, mas digo que todo cuidado é pouco.

Sou comeciante de internet há mais de 1 ano e tenho muita experiência com vendas. Minhas clientes são exigentes e fazem mil perguntas sobre meus produtos, e têm toda razão em fazê-lo e eu tento responder com a maior quantidade de detalhes possível!!! Caso se deparem com uma oferta muito sedutora, não tenham medo de perguntar, questionar, pedir fotos, procedência… Corrida é um esporte de desgaste, e imaginem um carro com um pneu ruim: ele vai funcionar mal, podendo causar até acidentes! É a mesma coisa com nossos calçados.

Outro dia na academia, vi uma pessoa correndo com um Nike Shox:

tenis-nike-shox-superfly-r4-feminino-c7724f143f1471cf042c5e0da70d8b3f

Antes de correr pra valer, eu olhava pra esse tênis e pensava: UAU, essas molinhas devem ser ótimas pra dar impulso, amortecer o impacto, dar velocidade, tipo um pula-pula (hahaha, tenho imaginação fértil). Mas recentemente li sobre ele e os exercícios e as considerações gerais são que as “molas” tem sim, um fundamento de melhorar a postura e absorver impacto, mas na verdade são muito mais um item de “design” do que de desempenho. Vejam bem, a frente do Shox é baixa, ao contrário da maioria dos tênis de corrida, que têm toda a sola bem coberta.Os comentários são que é preferível deixar o Shox para caminhadas ou exercícios de baixo impacto na parte inferior do corpo.

E se você compará-lo com os mais populares tênis de corrida entre os atletas, vai ver que ele têm a sola bem reforçada, na frente e atrás:

t600n2390mizuno

 

Esses são o Nimbus, da Asics e o Wave Creation, da Mizuno. São os mais “hypados”. Infelizmente ainda não pude investir em um desses, mas futuramente gostaria de experimentar. Por enquanto meus Asics e Adidas de, no máximo, 200 reais, têm feito um bom trabalho. Mas sempre fico atenta ao solado para não errar.

Vale a pena acompanhar revistas, sites e páginas especializados. Eles sempre fazem resenhas e comentários sobre os lançamentos. Essa semana farei uma seleção dessas revistas, sites e paginas, com links para vocês acompanharem ou conhecerem!!! Não percammmm!!!

 

Zumba e frequência cardíaca: emagrece SIM!

Padrão

Oi pessoal!!!

Já falei neste post aqui sobre a Zumba e seus benefícios. Outro dia vi em um grupo de Facebook uma imagem tirando sarro de quem fazia Zumba para emagrecer, falando que era coisa “de velha” (oooooi?) e que não adiantava nada fazer “aulinha de dança” pra perder pesooo!!!

Ahhhh eu fiquei maluca lendo isso!!! Faço Zumba desde Outubro de 2014 na academia onde treino e posso dizer que, além do emagrecimento, ajudou MUITO na reconstrução da minha auto-estima.

16

Eu entrei na aula sem grandes expectativas: me achava gorda (isso porque já tinha perdido muito peso, hein), desengonçada e o pior, sem malemolência nenhuma pra dançar. O fim do relacionamento mexeu muito com minha visão de feminilidade e beleza… eu me achava bonita, mas pouco atraente, feminina. O negócio tava feio ainda, rsrs.

Fazia anos que não dançava pra valer, e aquele monte de espelho na sala, nossa, era uma tortura!!! Fiz a primeira aula e, supreendentemente gostei do negócio. Suei MUITO, cansei MUITO. Eram coreografias rápidas, alegres, a professora Juliana era super animada e não intimidava as alunas, tudo que ela queria era que a gente dançasse!!! E o melhor: A SALA ERA MEIO ESCURA, RSRS:

20160616_200356

De ontem, a sala é assim na aula! Adoro!!! Clima de festa, rsrs.

Meu pensamento de iniciante na Zumba: POSSO ERRAR A VONTADE QUE NÃO VAI FICAR TÃÃÃO VISÍVEL, hahahaha! Levei algum tempo para decorar as coreografias e tem que ir sempre pra não ficar desatualizada e perdida nos passinhos. Agora que estou mais craque, resolvi medir a frequência cardíaca na aula e ver se aquilo realmente fazia efeito pra mim ainda, depois de tanto peso puxado e corrida:

20160616_204504

Antes da aula, andando devagar, minha frequência estava por volta de 70-80 bpm (batimentos por minuto), na aula ficou entre 170 a 180 bpm, o que é minha zona de queima de gordura, em treino intenso!!!

Pra efeito de comparação, na musculação fica em 150 a 170, pegando peso, e na corrida (em ritmo leve) fica em 170. Nessa tabela dá pra entender melhor quais são os níveis de exercícios:

FC

Entre o ritmo leve a moderado e a f.c. máxima é onde ocorre essa zona de queima de gordura. Aprendi isso no spa e levo pra vida!!! Por isso comprei o frequencímetro e uso bastante. No começo é meio complicado de entender, mas depois fica fácil de comparar.Nas caminhadas, minha frequência ficava em 120, 130 e eu sabia que aquilo pra mim era pouco pra perder gordura, por isso também passei a correr. E funcionou!

E também ajuda a ter cuidado: nas corridas, quando passo de 190 sei que é a hora de diminuir o ritmo ou até mesmo de parar. Esse é o limite do exercício saudável para minha idade e peso.

Então, pra quem ainda duvida que a Zumba emagrece, eu convido a tirarem a prova. Ficar em zona de queima de gordura por 45 minutos é muuuuito proveitoso!!! Nem vejo a hora passar e me divirto muito!

Variar os exercícios também é uma forma de se motivar e não desistir da rotina de exercícios. Hoje, pelo menos uma vez por semana estou saracoteando, rebolando, requebrando na Zumba!!! E sim, perdi total a vergonha, me descobri uma dançarina ultra empolgada!!! Pra você que não é fã de puxar peso, de esteira, de bike, a Zumba é uma excelente pedida! A maioria das academias possui aulas e a energia é contagiante! Experimente e veja o quanto sua!!! Não pode parar!