Sobre a primeira semana da nova dieta e o Natal!

Padrão

Oi pessoal!!!

Bom, a primeira semana da nova dieta já passou e posso dizer que foi mais fácil do que eu imaginava em termos de organização. Fiz um planejamento muito bom, adotei de vez a lista de compras (uso o app de notas da Samsung, é uma mão na roda pra ir ao supermercado) e consegui seguir à risca de segunda à sexta. Sábado e domingo são dias “livres”, onde posso comer o que “quiser”, contanto que coma sempre 30% a menos do que estou acostumada.

screenshot_2016-12-26-15-59-30-1

Café da manhã: café com adoçante, lanche de pão de forma light com 1 fatia de presunto e 1 colher sobremesa de requeijão light e 1 iogurte

Mas em termos de GULA foi difícil, até fiz um vídeo no instagram do blog (@marilianaopodeparar) falando sobre isso. Dá vontade de sair da dieta meeeeeesmo, é difícil comer apenas nos horários estipulados, sem beliscar. Agora mesmo, estou entre o lanche 1 e o lanche 2 da tarde e morrendo de vontade de dar uma beliscadinha, rsrs. Pura gula, LÓGICO, já que meus lanches da tarde são bem servidos. Essa foto aqui embaixo é de um lanche da manhã, mas dá pra ter idéia de como é:

screenshot_2016-12-26-15-59-43-1-1

Lanche da manhã: 1 fatia de pão integral com 1 colher sobremesa de requeijão light, 2 porções de frutas (a porção é indicada certinha, não posso comer o quanto quero) e 3 nozes.

As refeições “grandes” não têm sido um drama pra mim, estou comendo até mais do que comia antes. Tentando incluir mais leguminosas e vegetais nas refeições e tem dado certo:

screenshot_2016-12-26-15-59-08-1

Cereal (batata doce), carne (hamburger grelhado) e leguminosa (ervilhas). Além disso, posso comer salada de folhas e hortaliças à vontade.

Não senti tontura ou fraqueza nenhuma vez. O que sinto é que não preciso de toda aquela comida que comia antes, definitivamente. A dieta me fornece os nutrientes que preciso pra minha rotina e exercícios. O Nutricionista liberou e recomendou o uso da Maltodextrina em dias de treino longo de corrida e corridas de rua. Disse que não tem valor calórico significativo, já que eu vou queimar boa parte no exercício. Como não uso sempre, achei ótimo.

Bom, aí chegou o sábado, véspera de Natal… fiz o café e os lanches como recomendado na dieta, não quis inventar e comer um monte de coisas porque sabia que almoços e ceias seriam pauleira, rsrs. Na véspera de Natal comi bem na ceia (fui em duas, na verdade, mas comi em apenas uma), bebi um pouquinho (hihihi), mas passei a noite inteira com o estômago ruim. Acho que a semana regradinha e de repente um monte de comida meu corpo estranhou: gordura, álcool, doces…

Aí domingo (ontem) tive um churrasco para ir e comi muuuito, nossa. Mas tentei me manter dentro dos 30% a menos. É difícil mensurar isso, mas já passou, hoje de manhã já voltei ao foco, estou fazendo as refeições bem certinhas. Fiquei feliz pois não me privei de nada, me diverti muito ao lado das pessoas que amo, curti bastante mas agora tenho que voltar ao foco. Sábado tem São Silvestre e quero estar bem leve pra correr bem e aproveitar. GRAÇAS A DEUS os remédios e a fisioterapia deram resultado e a dor na coxa finalmente sumiu. Ainda tenho algumas sessões de fisio, mas é um alívio não sentir dor alguma!!! Anima muito mais!!!

E você? Anda jacando no final de ano? Eu sempre recomendo deixar as gulodices para as festas propriamente ditas e nos dias úteis voltar ao foco. 1 semana é 1 semana, é um tempo precioso que se perde. Mas, se você opta por curtir sem limites, sem problemas! Ano que vem a gente começa um novo desafio!!! 1 mês pra ENXUGAR medidas! Quem vem comigo? Em breve mais orientações! Não pode parar!!!

Anúncios

Updates da nova dieta @marilianaopodeparar

Padrão

Pessoal, estou colocando fotos de quase todas as minhas refeições da nova dieta (perscrita pelo Nutricionista Esportivo) no Stories do Instagram (aquela parte de histórias curtinhas, ou pequenos vídeos, que ficam apenas um dia no ar)!!! Não estou postando aqui senão fica muito cansativo e repetitivo, lá fica mais dinâmico:

@marilianaopodeparar

Continuo com os posts por aqui, claro, mas me sigam pra verem como estou montando as refeições e me adaptando a essa nova realidade! Quem sabe não inspira quem está querendo iniciar uma nova rotina saudável?

Uma nova dieta – o que muda daqui pra frente na minha alimentação

Padrão

Oi pessoal!

Reta final do ano de 2016, menos de 15 dias pro final do #npp96 e eis que minha dieta muda totalmente. Bem, o #npp96 está sendo meu primeiro “desafio coletivo” e me ensinou, entre outras coisas, que tinha que rever minha dieta se quisesse sair de verdade do platô. “Ainnnn mas é final de ano, Má, aproveita pra relaxar e começa dia 1!”. Não, esse papo comigo não funciona mais. Primeiro que até dia 1/1 tem uns bons dias ainda, e meu corpo engorda com MUITA FACILIDADE. Se eu relaxar, vou ficar ainda mais distante da meta! E segundo, pra mim o negócio é começar HOJE, AGORA! Eu resolvi mudar de vida num sábado de 2014. Não tem essa de segunda, terça, quarta… o dia certo pra mudar é HOJE.

Em pleno domingo à noite, recebi o e-mail do meu Nutricionista com todas as medições, explicações e o mais importante: meu plano alimentar individualizado com a quantidade de calorias que posso comer por dia. Não vou entrar em detalhes sobre quantas são, porque acho que isso poderia influenciar alguns de vocês leitores, e essa dieta, em especial é voltada pra uma mulher de 30 anos, com um histórico e genética familiar bem específico, com gastrite e refluxo, ativa fisicamente, mas que trabalha em casa… então não dá pra generalizar e orientar vocês a seguir essa mesma dieta. Vou apenas dizer as impressões que tive:

  • Meus horários e quantidades de refeições foram revistos. Adicionou-se 1 lanche no período da tarde (ou seja, agora tenho 2 lanchinhos, ebaaa), pra evitar a queda de glicemia à noite, o que poderia ser a causa da minha fome absurda de madrugada.
  • Leite e derivados foram colocados em várias refeições. Creio que isso visa o ganho de massa magra. Realmente, é algo que não comia muito porque ACHAVA que tinha alergia ou intolerância a lactose, mas penso que é bobagem, no final das contas. Vou voltar a comer.
  • Nozes e castanhas – já tinha introduzido na alimentação as oleaginosas e tendo bons resultados, mas agora são 3 POR VEZ. Ainda bem que é dentro de um lanche completo, senão tava lascada, kkk! Sei dos benefícios e concordo que tem que ter.
  • Frutas, frutas, frutas – Não vou mentir, não sou a loca das frutas, não. Gosto de alguns sabores, mas não é a explosão de sabor que amo, faz uma baita sujeira pra descascar, tem que comprar fresquinha, estraga fácil… mas vou começar devagar, já que ele pediu. Vou começar com maçã, banana, uvas… que são as que gosto e que consigo comprar fácil, rsrs.
  • Quantidades – aí que tava fazendo TUDO ERRADO MESMO. Nunca liguei muito pra quantidade… comia “pouco” e achava que tava tudo bem. Pra uma pessoa com 100 quilos, comer 2 escumadeiras ao invés de 4 de arroz, é uma baita diferença. Mas pra alguém que perdeu muuuito peso, isso já não faz mais efeito. As quantidades são poucas MESMO. Vou me atentar a colheradas, porções e gramas. Faz muita diferença.
  • Aos finais de semana a regra é clara: evitar jejum (algo que já faço por causa da gastrite e esofagite, não posso ficar em jejum nem a pau porque DÓI), e é tudo liberado, oeeee!!! Massss com quantidade reduzida em 30%. O que é sussa de seguir se eu me esforçar, e me anima saber que vou poder almoçar com meus pais, sair com o boy, os amigos e não ficar enchendo o saco de ninguém.

Aí o que fiz? Sentei, olhei refeição por refeição com muita atenção e fiz um rascunho de um dia de alimentação com o que tinha aqui e uma lista de compras com o que está faltando. Pensei no que poderia variar, e consegui “me achar” na dieta.

15577904_199755547153258_1032254768189098439_o

ANOTO TUDO MESMO!!! Organização de memória não é meu forte, então deixo tudo anotadinho

Felizmente o Dr. Daniel segue os ensinamentos da Reeducação Alimentar e dá várias opções de alimentos, contanto que fiquem dentro dos grupos alimentares correspondentes e nas quantidades indicadas, ou seja, tenho que olhar uma tabela de quantidades o tempo todo. Mas gostei bastante, acho que vai me ensinar a comer o necessário pro corpo.

Pretendo voltar a me consultar em março e vou tentar desapegar da balança. Vai ser difícil pra mim, mas preciso tentar. Cheguei ao spa em Junho de 2014 com um pensamento fixo e hoje a história é bem diferente. Em 2014 eu queria emagrecer, caber nas roupas e melhorar a auto-estima. Consegui tudo isso. Agora preciso chegar ao peso “ideal” (pra mim), melhorar o desempenho no esporte que amo (corrida) e ser mais saudável ainda. Acho que agora estou num caminho mais certo e focado.

E você? O que está esperando pra mudar de vida? Ahhh, vai esperar 2017 pra começar? Vai deixar passar todos esses dias sem sequer pensar em praticar um exercício ou comer melhor? O tempo passa e todos os dias são importantes. Pense no HOJE e comece JÁ! E conte comigo e com o blog para o que precisar!

 

Sobre a consulta com o Nutricionista

Padrão

Oi pessoal!

Depois de mais de 2 anos de vida saudável, resolvi que já havia passado da hora de me consultar com um profissional da área de Nutrição. Por mais conhecimento que eu tenha (pra quem não sabe, sou Técnica em Nutrição e Dietética), o Nutricionista tem um foco diferente e informações mais atualizadas sobre a questão do emagrecimento saudável.

Pois bem, meu namorado me indicou um especializado em Nutrição Esportiva, com o qual ele já havia se consultado algumas vezes, inclusive recentemente e está tendo excelentes resultados, não apenas no peso mas no ganho de massa magra. Achei interessante a abordagem esportiva, porque além de buscar o peso ideal gosto de verdade das corridas e estou melhorando a cada dia, e um profissional que entenda do assunto pode me orientar de forma mais específica.

A consulta foi longa e muito individualizada. Tenho verdadeiro PAVOR de qualquer profissional desse tipo que não individualiza, seja médico, nutricionista, instrutor físico. Cada pessoa tem histórico, objetivo, genética diferentes e não dá pra colocar todo mundo no mesmo balaio, pegar um papel com uma dieta de 1000 calorias super restrita e falar “se vira aí”. Não rola pagar por isso.

Começamos falando da minha história de perda de peso, histórico familiar, minha rotina diária e de exercícios, minha alimentação… e em seguida fizemos uma série de medições.

Falei pra ele da minha pira com a balança. Que sou uma verdadeira viciada em balança, que me peso basicamente todos os dias e só ficava feliz se os números baixassem, e que estou tentando mudar isso na minha vida. Notei que a primeira coisa foi a medição de peso, lógico, mas ele mediu várias circunferências do meu corpo com a fita métrica e anotou muuuuuitos dados com a ajuda do adipômetro, aquele aparelhinho que “belisca” a gordura. O peso foi UM dos dados e ele nem se atentou tanto a ele, mas sim a circunferência da minha barriga (da pança mesmo, não da cintura) e aos valores das dobras cutâneas.

Ele foi bem enfático em dizer pra eu DESAPEGAR dessa idéia de peso de balança, porque além das inúmeras variáveis que influenciam esse valor (retenção de líquido, hormônios, ciclo menstrual, digestão), a questão da massa magra é uma realidade e se eu ficar me baseando em peso numérico fica realmente difícil ver a diferença. Massa magra pesa muito mais que gordura:

13735962_411011672402849_2082333092_n

Quando perdi 20kg em 6 meses, em 2014, ele acredita que boa parte disso foi perda de massa magra. E por um fator muito simples, eu não estava fazendo fortalecimento como faço hoje na musculação, fazia corrida, muuuuito aeróbico e diminuí a comida, é lógico que ia despencar o peso na balança. Mas quando notei que as pelancas estavam tudo CAINDO (juro), corri pra fazer os treinos de musculação, e passei a demorar o dobro de tempo pra perder peso. Porque aí sim comecei a ganhar massa e perder gordura. Ele me explicou isso em termos técnicos que nem sei reproduzir aqui, mas que fazem TOTAL SENTIDO, até pelo meu histórico. Vi que estava evoluindo, meu corpo estava ficando muito mais firme e esbelto, mas QUEDÊ a perda de peso? Foi isso.

No final das contas, a má notícia é que preciso emagrecer, LÓGICO. Ele pegou todos esses dados, vamos mudar alguns horários e quantidade de refeições e ele vai me mandar uma dieta personalizada e minhas medições. A boa é que meus percentuais de gordura não estão tão ruins quanto eu pensava. A balança em que eu media isso (a que meu namorado tem, que mede gordura, massa, etc, falei sobre ela aqui no blog), funciona super bem pro Ale, os dados dele batem quase certinho, mas pra mim deu um percentual TOTALMENTE DIFERENTE do medido no consultório! Deu bem menor (uuuufa) e isso me aliviou muuuuuito, kkkk!!!

O que indica que estou fazendo um bom trabalho com a dieta e os exercícios, o que me deixa imensamente feliz! Massss… estou dando ADIOS a muita coisa que faço e que sei que vou ter que mudar assim que ele me enviar a nova dieta. Fiz um investimento e me comprometi a mudar em 2017. Não almejo o abdomen da Pugliesi, a forma física da Bella Falconi, apesar de admirar muuuito essas duas musas fitness. Eu quero o corpo da Marília melhor e mais funcional. Meu biotipo não é e nunca foi de magrinha, então se eu conseguir melhorar e aumentar a massa muscular, acho que vou ter bons resultados!!!

Indico a TODO MUNDO QUE PUDER: tentem ir a um Nutricionista. Não subestimem a importância de um profissional formado, que estuda e se atualiza. Nós, blogueiras, somos um canal de informação, mas nosso conhecimento não se compara ao de alguém que dedicou tantos anos da vida a isso! Depois vou fazer um post sobre o que o Nutri me falou das dietas malucas da moda atualmente (lowcarb e jejum intermitente).

E enquanto isso, vou tentando me controlar nesse final de ano!!! Tá difícil, gente! Mas tô me esforçando!!! Espero que vocês continuem comigo nessa nova etapa! Não pode parar!

Jacadas de final de ano e a hora de parar um tiquinho

Padrão

Oi pessoal!!!

Me digam, tem época mais jacativa que o final de ano? Sério, é confraternização, encontro, saídas mil, e nessas horas é difícil controlar a gula. Ano passado participei do Vida Corrida, o documentário da Globonews sobre corridas, onde participei correndo a São Silvestre (quem quiser assistir, o link: https://www.youtube.com/watch?v=SxLbjLgH520, vale MUUUUITO a pena, fala sobre 6 viciados em corrida e diferentes histórias de superação), e fiz um desafio onde sequei 3 quilos pra correr numa boa, mas foi MUITO DIFÍCIL!!! Acho que participar do documentário ajudou bastante, senão não sei se teria conseguido, rsrs.

No grupo do Whats do #npp96, a gente fala muito sobre isso, como é dificil driblar as tentações… o que indico sempre não é nem maneirar tanto, porque nem eu consigo.

Eu ADORO festar, adoro uma reunião entre amigos, dar risada, beber uma coisinha aqui e ali… então compenso nos exercícios. Todo santo dia tem treino e agora no final do ano vou intensificar os aeróbicos pra poder comer mais nas ceias  ficar mais saudável, rsrs. Não vou falar “ainnnn, come uma saladinha e um pedacinho de peru na ceia…”, MEU, NÃO DÁ!!! Comida de final de ano é boa mesmo: maionese, salpicão, assados mil, farofa, arroz de forno, sobremesas top… e tudo isso rodeada de pessoas queridas, fica difícil não querer aproveitar ao máximo o momento, né?  De barriga cheia parece que fica mais gostoso, hihihi.

O que eu digo é pra comer bem, mas tentar não repetir o prato nem a sobremesa. E, repito: caprichar nos exercícios. Nessa brincadeira, dá pra engordar bastante. Tem que ficar atento, mas sem neuras.

Mudando de assunto, como disse nos posts anteriores, passei no médico da coxa por conta de uma dor intermitente que me fazia mancar de vez em quando. Fiz ressonância e passei no retorno: é uma inflamação na coxa, causada provavelmente por esforço intenso ou algum exercício realizado de forma incorreta. O médico disse que isso é o “menor dos males” para alguém que corre e se exercita tanto quando eu e que nada tem a ver com uma lesão propriamente dita. A lesão é mais preocupante e requer mais atenção e repouso.

Mas nem por isso meu problema é simples: tive que tomar uma injeção, vou fazer tratamento por 7 dias com um remédio da pesada e 10 sessões de fisioterapia. Por isso digo a vocês: QUALQUER desconforto deve ser tratado com um médico. Não adianta tapar o sol com a peneira, se a dor for constante, tem que tratar. No meu caso, ele disse que a evolução mais negativa seria a dor se intensificar. Não evoluiria pra uma lesão, ou algum problema muscular, porque nada afetou o músculo, ou tendões em si, mas dor é dor.. não quero correr o risco de ter que interromper minha rotina de exercícios porque estou morrendo de dor.

O médico me liberou pra São Silvestre, contanto que eu fizesse o tratamento certinho e algumas sessões de fisio antes da corrida. Por enquanto ele indicou dar um tempo nas corridas, enquanto faço a fisio, e uma semana antes da São Silvestre fazer alguns treinos bem de leve. Como meu objetivo não é bater tempo vou numa boa na corrida também. Vou pra me divertir, estar com as pessoas que amo e encerrar o ano muito bem.

Enquanto não posso correr, invisto em exercícios que amo: caminhada, transport, Zumba e Yoga:

15338771_1063013463820535_4201303384519650827_n

Minha instrutora de Yoga, a Pri, fez essa foto comigo hoje, mostrando minha evolução na postura do Guerreiro 1. É interessante, porque sinto que realmente evoluí na flexibilidade e postura. A primeira foto é como eu fazia antes, porque não sentia conforto em alongar a lombar nem abaixar mais o quadril. Hoje, consigo uma abertura maior de perna, subo beeeem o tronco, desço o quadril, encaixo a lombar e a postura fica bem melhor e mais correta. Tinha medo de sentir dor, e hoje não sinto nada!!! Amo Yoga e indico pra todo mundo. É um exercício de baixo impacto, que atende todas as idades, faz bem pro corpo e mente.

Bom, é isso! Força aí nas confras de final de ano, jaquem o menos possível, façam exercícios!!! Seu corpo agradece e você começa 2017 com muito mais ânimo! Vamos juntos!

News Lovelibe!!!

Padrão

enjoei

Ei pessoal!!! A vida saudável e o universo fitness me conquistaram tanto que atualmente tenho uma loja com roupas liiiiindas voltadas para o público feminino que se exercita, que caminha, faz musculação, corrida, dança…

São peças bonitas, confortáveis e pra TODOS OS TAMANHOS, do P ao GG!!! E estou lançando uma terceira coleção com peças para GAROTAS QUE NÃO PARAM!!! Você, que no meio da correria, ainda encontra tempo para treinar, se exercitar, vai curtir MUITO as peças da Lovelibe! São lindas, modernas, confortáveis e super acessíveis!!! Vejam algumas das peças novas:

Tem leggings…

Short-saias…

E muito mais!!!

Vendo através do instagram da loja @lovelibestore, pelo Facebook da loja, é só procurar por Lovelibe!!! Ou, se você preferir, pelo site:

http://enjoei.com.br/marilialib

O Enjoei é um site de vendas SUPER SEGURO, onde você pode comprar várias peças, através de boleto bancário, ou cartão de crédito, podendo parcelar se quiser!!! Além disso, pode fazer uma oferta sacolinha para várias peças e pagar apenas UM FRETE, o que vale super a pena, já que minhas peças são suuuuper em conta porque acredito que Moda tem que ser acessível a todas!!!

É só fazer seu cadastro e sair comprando! Envio para todo o Brasil, e tenho fama de enviar RA PI DI NHO!!! No máximo em 3 dias úteis, mas sou muito ansiosa e tem vezes que envio no mesmo dia da comprovação da compra, rsrs!!! Aproveitem!!!

Lovelibe é liberdade para vestir!!! Vem ser livre com a Lovelibe!

 

Final de semana atlético: Patins e 2ª Inclusão a toda prova – Instituto Olga Kos

Padrão

Oi pessoal!!! Primeiramente queria agradecer por todo o carinho que recebi depois do desabafo do último post. Me impressiona a quantidade de pessoas que se identificam com meu caso, ou que tem casos parecidos. Emagrecer DEVIA ser uma coisa simples, mas infelizmente o dia-a-dia, as inúmeras opções (principalmente as deliciosas, rsrs), o stress, acabam boicotando nosso corpo e saúde. Mas, por mais difícil que seja, temos muitas opções para conseguir atingir nossos objetivos, então bora aplicar o esforço máximo!!!

Pensando nisso, dei um olé na preguiça e  esse final de semana foi de muitos exercícios! A coxa dolorida deu um descanso e aproveitei pra patinar sábado de manhã no Parque do Ibirapuera:

15304356_1389797167696938_3253376507987877534_o

(Re)comecei a patinar esse ano e sinto tanta diferença! Agora já consigo dar uns rolês bem maiores e não canso tanto. Futuramente vou comprar um Patins Inline (o patins normal, com as rodinhas seguidas) porque estou com vontade de dar umas corridinhas, hehehe, e o meu é lindo, uma gracinha, mas não rola muito bem no asfalto nem segura muita velocidade. Mas ele é excelente na Marquise, não escorrega, desliza bem… e por incrível que pareça, pra me manter em equilíbrio sobre ele eu sofro mil vezes mais do que com o Inline, o que é um belo exercício pras pernas, quando ando com ele tenho que ficar o tempo todo bem estável, musculatura bem concentrada e boa postura.

Patinar é um excelente exercício, quem puder, experimente!!! Tem pistas de Roller Jam que são ótimas pra experimentar, têm aluguel de patins e são seguras pra eventuais tombos, rsrs. No sábado, QUASE levei 4 tombos, 3 por irregularidades no chão e 1 quando estava PARADA, por isso falo da estabilidade do meu patins, rsrs. Quase caí DO NADA, quando tava parada mudando a música do celular.

Domingo, mais exercícios! Me inscrevi na 2ª Inclusão a toda prova – Instituto Olga Kos, pra correr 10k. Essa corrida foi bem em conta, 30 reais, e, como todas as corridas a preços competitivos, estava LO TA DA. Fui de metrô até o Paraíso e desci até o Obelisco a pé, o que ´dá uns 2km. Faço isso pra economizar Uber e pra aquecer, rsrs. Chegando lá, já dei de cara com a árvore de Natal do Ibira:

20161204_064002

Guarda-volumes bem organizado e sem filas, assim como foi a retirada do Kit. Banheiros químicos em quantidade suficiente, sem filas também. E olha que eram mais de 15 mil pessoas pra correr!!! Controlar esse tanto de gente é uma grande façanha, e quanto à organização, não tenho do que reclamar.

Mas tinha gente a perder de vista, esperamos um tempão pra largar, uns 7 minutos até que o fluxo andasse, rsrs.

20161204_072017

Largando, os mesmos problemas de sempre. Como era uma corrida & caminhada, haviam MUITOS caminhantes. O ideal é a caminhada começar separado pro fluxo rolar legal, mas dificilmente há essa opção. E infelizmente os caminhantes não estavam respeitando a orientação, que veio inclusive no folder entregue no kit da corrida, de manterem-se à direita. É algo simples, mas que faz toda a diferença.

O bicho pegou também em um trecho de rua que estava dividido com os carros. Afunilou, obrigando os corredores a caminharem um trecho considerável. Eu não estava lá pra bater tempo, mas algumas pessoas vão com esse intuito, e acho que foi impossível conseguir algo nesse sentido. Andamos por uns 3 minutos, mais ou menos.

Também tinha o trecho da 23 de maio/Rubem Berta, que era grande e pegou uma boa parte de subida… nossa, foi penoso MAS NÃO CAMINHEI, NEM POR UM SEGUNDINHO!!! A coxa não reclamou, então achei que conseguia de boa, e foi o que aconteceu. É corrida, se eu puder a palavra de ordem é NÃO ANDAR. Tenho isso como lema desde as primeiras provas. Fiz bem os 10km e acordei hoje sem nenhuma dor. Vou pegar o resultado do exame da coxa amanhã ou depois de amanhã e espero que não seja nada mesmo.

Mal acabou o ano e já planejo as corridas do ano que vem, rsrs. Esse ano, tentei priorizar meias-maratonas (fiz 4, ao todo) e corridas de 5km pra bater tempo. Fui muito bem nesse objetivo. Ano que vem, pretendo correr tudo o que puder: 5km pra bater tempo, 10 e 15km pra ficar BEM nessas distâncias (desde a Lotus, sinto que os 10km já não são mais tão difíceis, tá rolando bem legal) e umas 2 ou 3 meias pra continuar testando e melhorando, porque ainda sofro demais… e acho que eu e meus amigos Turtles faremos uma prova de 23 ou 24km,  que é bom pra sentir o gostinho de ultrapassar os penosos 21km. Maratona (42km) não está nos meus planos ainda, é muita coisa e sei dos meus limites. Talvez em 2018.

E ano que vem, com muita fé no coração, espero atingir a meta de peso. Esse ano achei que ia dar, mas não deu. Sei que relaxei um pouco e poderia ter dado, mas sou compreensiva e gentil comigo mesma: foram mudanças enormes na minha vida e essa instabilidade acabou sendo decisiva. Ano que vem espero estar mais tranquila e conseguir!!!

No início de 2017 já vou entrar com um desafio de 1 mês. Se tudo der certo, vai envolver uma dieta PORRETA (tenho Nutri dia 3o, então já vou estar com o plano alimentar certinho) e muuuuuuuita corrida, muuuuuito suor, muuuuuuuuita superação!!! Alguém vem comigo? Espero ter muitos adeptos nesse desafio, assim como tive no #npp96, hein!!! Vamos juntos e 2017 que nos aguarde! Não vamos parar!